OBSERVATÓRIO | Março | Volta às Aulas
164
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-164,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Março | Volta às Aulas

VOCÊ É EMPRESA LAÇO AMARELO?

Release

 

As férias chegaram ao fim. E a rotina das crianças de volta as escolas é retomada. Com isso, os cuidados dos pais com a segurança precisam estar em dia para que ninguém corra risco. Afinal, foi determinação da ONU (Organização Mundial da Saúde) que até 2020, todos os países reduzam em até 50% o número de mortes e feridos no trânsito, decretando a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020. E o Brasil ainda não atingiu esse índice.

 

Para diminuir a violência nas ruas, avenidas e rodovias, todos devemos redobrar os cuidados e principalmente, seguir a sinalização. Com o início do ano letivo, o trânsito volta ao seu ritmo mais intenso, diferente do período das férias. Portanto, todo cuidado é pouco.

 

Material escolar, uniforme, lanche, horários e mais uma série de outros cuidados passam a ser rotina na vida da família, mas o trânsito não pode ser esquecido.

Vários são os cuidados na hora de transportar as crianças para a escola. A questão da velocidade é fundamental. Não respeitar os limites de velocidade está entre as principais causas de acidentes em todo o mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). No entorno das escolas é fundamental que seja empregada uma velocidade baixa pois o fluxo de pedestres, ciclistas e veículos é sempre grande em muitos horários. Independente de haver ou não sinalização, o bom condutor sempre percebe os locais onde deve tirar o pé do acelerador.

 

Os equipamentos de proteção para cada faixa etária não devem ser relegados a segundo plano. Não existe nenhuma criança segura se não estiver acomodada nos equipamentos corretos. Então, vale lembrar que, de 0 a 1 ano, os bebês só podem ser transportados em bebês confortos, instalados de costas para o fluxo. A partir de um ano aproximadamente, a criança já deve ir para a cadeirinha e nela deve permanecer até por volta dos quatro anos. A partir dessa idade, a criança pode usar o assento de elevação (booster) até quando alcançar os pés inteiros no assoalho do carro sempre no banco de trás. No banco da frente, viajam apenas as crianças com 10 anos ou mais.

 

Uma infração bastante corriqueira, cometida na entrada e saída dos alunos é a fila dupla: uma atitude desrespeitosa e bastante perigosa para os pedestres. Não existe segurança no trânsito quando há desrespeito à legislação. Parar em fila dupla pode colocar todos em risco. Nunca faça isso. Prefira estacionar num lugar mais longe, mas que todos estejam em segurança.

Falando em desembarque, esse momento é também um dos mais perigosos quando estamos falando de volta as aulas. Ele só pode acontecer pelo lado da calçada e nunca no meio da rua. O embarque e desembarque em carro particular ou no transporte escolar merece todo cuidado.

 

E por último, respeite a faixa de pedestres. Perceba que há pessoas querendo atravessar e pare para que elas possam transitar em segurança. Enquanto pedestres, só atravesse na faixa. Ela é o local seguro e adequado para sua travessia.

 

Lembre-se que suas escolhas fazem a diferença no trânsito.

 

Vídeo

Peças Publicitárias

Data
Categoria
Agenda Positiva