Loader
Balanço da Década de Ação pela Segurança no Trânsito será lançado na abertura da Semana Nacional de Trânsito, em Brasília
25539
post-template-default,single,single-post,postid-25539,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Balanço da Década de Ação pela Segurança no Trânsito será lançado na abertura da Semana Nacional de Trânsito, em Brasília

Balanço da Década de Ação pela Segurança no Trânsito será lançado na abertura da Semana Nacional de Trânsito, em Brasília

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária realizou hoje, a webinar “Balanço da Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, no qual apresentou um resumo da atuação do Brasil nos 10 anos (2011-2020), com todas as medidas adotadas para prevenir os acidentes de trânsito do país.

Para José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, a realização desse webinar é motivo de muito orgulho para tratar do tema trânsito. “Acredito que quanto mais levarmos essa discussão à sociedade, mais conseguiremos avançar nessa pandemia silenciosa que são as mortes e sequelas no trânsito brasileiro”, diz.

Além do balanço sobre as ações desenvolvidas entre 2011 e 2020, a videoconferência também abordou as ações que serão desenvolvidas para a próxima década (2021-2030), como discutido durante a 3ª Conferência Ministerial Global sobre Segurança Viária, que aconteceu em Estocolmo, na Suécia, em fevereiro.

Conforme o secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello da Costa, representante da SNTT/MINFRA: “Fizemos um acordo de cooperação técnica com o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária que é uma referência no setor, que representa tudo isso de integração e conhecimento técnico que a gente precisa trazer para o Ministério e o Denatran precisa para pautar e ganhar objetividade, tecnicismo e agilidade nas suas ações e, uma orientação clara. Estamos ampliando essa parceria que será publicada a partir do evento da sexta-feira, a abertura da Semana Nacional de trânsito de 2020”.

A obra “Desempenho Brasileiro na Década de Ação pela Segurança no Trânsito – Análise, perspectiva e indicadores 2011-2020”, foi desenvolvida entre a parceria do OBSERVATÓRIO e a UFPR (Universidade Federal do Paraná), e que aborda as realidades que culminaram com o lançamento da década, como explica Francisco Garonce.

O lançamento oficial da obra será na sexta-feira (18), na abertura da Semana Nacional de Trânsito, em Brasília (DF), e o material servirá como referência para que todos os setores da sociedade utilizem seu conteúdo para estudos e pesquisas relacionados à segurança viária.

Segundo ressalta o diretor do Denatran, Frederico Carneiro, o trânsito seguro é uma responsabilidade de todos. “O CTB define bem qual é o dever do Estado, dos órgãos integrados ao Sistema Nacional de Trânsito promover um trânsito seguro, mas eu chamo a atenção à responsabilidade de todos para promover esse trânsito seguro”.

Conforme ressalta Larissa Abdalla, presidente da AND: “A educação para o trânsito tem que estar inserida sim, na grade curricular. Ela tem que ser entendida como pressuposto de cidadania, ela tem que ser entendida e introjetada, realmente, […] desde a educação básica porque é a única forma que nós teremos de trazer esses conceitos de forma sólida”.

“Nesse estudo que vocês terão acesso sexta-feira, vocês terão dados principalmente na região norte e nordeste, onde você tem mais de 60% dos motociclistas sem habilitação, dirigindo”, informa Ramalho.

Com mediação realizada pelo diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho, a abertura foi do Estadão, representado por Dante Grecco e contou com a participação de Francisco Garonce, relacionamento institucional do OBSERVATÓRIO; Larissa Abdalla, presidente da AND (Associação Nacional dos Detrans); Frederico Carneiro, diretor do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito); Marcello da Costa, secretário Nacional de Transportes Terrestres (SNTT/Minfra); e Pedro Souza, representando o deputado federal, Hugo Leal, da FPTS (Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro).

Perdeu a transmissão?

Assista agora:

2 Comments

Post A Comment