OBSERVATÓRIO | Bom senso e gentileza para conseguir a vaga dos sonhos
1821
post-template-default,single,single-post,postid-1821,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Bom senso e gentileza para conseguir a vaga dos sonhos

Bom senso e gentileza para conseguir a vaga dos sonhos


Bom senso e gentileza para conseguir a vaga dos sonhos

Frequentar shoppings durante os meses de novembro e dezembro pode ser sinônimo de incômodo para diversas mulheres que dirigem. A simples ideia de disputar uma vaga no estacionamento pode provocar arrepios, mas é possível evitar alguns problemas ao adotar procedimentos de direção defensiva, exercitar a gentileza, e nunca dispensar a disposição para eventuais percalços.

José Ramalho, presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária,organização não governamental sem fins lucrativos que atua como agente propagador de ações de segurança viária e veicular, diz que é possível evitar situações de estresse e conflito mesmo em períodos como o fim de ano, em que naturalmente os shoppings recebem mais clientes. Ramalho explica que um bom caminho é a praticidade.

“O ideal é procurar horários alternativos aos períodos de maior fluxo, que ocorrem na hora do almoço e no fim do dia. Se isso não for possível, a gentileza e o bom senso devem prevalecer”, comenta.

Ramalho destaca que é curioso o motorista adotar um comportamento, muitas vezes, antagônico em termos de educação e solidariedade com relação ao próximo quando está ao volante. “Geralmente, pessoas que dão a vez em elevadores e são gentis em outras situações mudam de comportamento ao volante. As campanhas de educação existem para transformar esse cenário”, ressalta.

Para quem não tem tempo disponível e precisa enfrentar a maratona de compras nos horários de maior movimento, algumas atitudes práticas ajudam no sucesso pela busca da vaga em menor tempo possível. Ramalho orienta a procurar por locais mais afastados das áreas que dão acesso aos corredores dos shoppings.

“As vagas mais próximas desses locais são mais disputadas e, portanto, o movimento de pedestres nas áreas próximas ao carro é muito maior. Isso facilita incidentes como as mossas nas laterais dos veículos, por exemplo. É um bom momento de exercer a cidadania e deixar esses locais para quem realmente tem dificuldade de se locomover a pé”, aconselha. “Outra boa dica é buscar vagas em áreas externas, geralmente, menos cobiçadas”.

Sete passos para a tão sonhada vaga

    t

  • Não insista em andares lotados, a espera por um cliente que está deixando o shopping pode ser mais demorada do que manobrar em direção a outros andares.
  • t

  • Fique de olho para não estacionar em locais destinados a deficientes e idosos;
  • t

  • Cuidado com vagas em áreas estreitas. No fim do ano, o volume de compras aumenta, e o motorista do carro ao lado pode provocar uma avaria no seu veículo, sem intenção, ao tentar acomodar as compras dele.
  • t

  • Procure áreas mais afastadas dos setores que dão acesso direto à parte interna do shopping;
  • t

  • Não buzine nos estacionamentos, evite se estressar e irritar os demais motoristas. Todos estão ali em prol do espírito natalino, busque a amabilidade.
  • t

  • As áreas de estacionamento externas são menos procuradas e podem ser boas opções.
  • t

  • Quanto mais longe das áreas de acesso ao interior do shopping maior a chance de conseguir uma vaga em dias de muito fluxo. Aproveite o trajeto entre o local de estacionamento e o interior do shopping para aumentar o número de passos efetuados durante o dia, o coração vai agradecer.

Sem comentários

Escreva um comentário