OBSERVATÓRIO leva projeto de segurança no trânsito a Paracatu (MG)

Ação de conscientização é um trabalho solicitado pela Votorantim Metais

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária está desenvolvendo um trabalho educativo para pedestres e condutores de veículos, com vistas às boas práticas no trânsito, na cidade de Paracatu, noroeste de Minas Gerais. A ação, elaborada a partir da solicitação da Votorantim Metais, visa atender a comunidade do Cunha e os trabalhadores da Votorantim Metais e empresas terceirazadas.

Denominado “Transitando com Segurança”, o projeto tem como foco orientar os moradores e os condutores de veículos sobre os procedimentos desejáveis para a convivência harmônica entre os usuários das vias que cortam a comunidade, onde residem 64 famílias. O objetivo é, também, chamar a atenção para os cuidados necessários ao transitar, seja na condição de pedestres ou de ciclistas.

Por entender que a integração entre todos os envolvidos é fundamental para a segurança no trânsito, na primeira semana de fevereiro especialistas do OBSERVATÓRIO mantiveram várias reuniões com lideranças dos moradores da comunidade do Cunha, empregados da Votorantim, representantes da Polícia Militar (PM) da cidade, além de responsáveis pela gestão municipal do trânsito em Paracatu. Realizaram, também, blitz educativa com condutores, pedestres e ciclistas que circulam pelas vias que cortam a comunidade do Cunha.

Daniela Gurgel, Gestora de Comunicação do OBSERVATÓRIO, conta que foram reuniões bastante produtivas e que a ação foi muito bem recebida por todos os envolvidos. Representantes da PM – comandante Tenente Coronel Reinaldo e o Major Luís Carlos -, o que é e como será desenvolvido trabalho de conscientização junto aos moradores e aos empregados e terceirizados da Votorantim Metais nas unidades Ambrósia Norte e Sul. “Detalhamos a abordagem que seria feita aos condutores durante a blitz nos pontos a serem trabalhados com a comunidade e destacamos a importância da participação da Polícia Militar no processo”, explica.

Para sensibilizar os moradores da Comunidade do Cunha e atingir os objetivos do programa sobre a importância relevante do trabalho, foi feita também reunião com a diretoria da Associação dos moradores. A aceitação, conta Daniela, foi muito boa. “Mostramos para os moradores que a preocupação maior é com a preservação da vida; que todos devem trabalhar juntos para um trânsito mais seguro. E a recepção por parte dos moradores foi altamente positiva”, diz. A gestora conta ainda que as lideranças se dispuseram a contribuir para o êxito do projeto.

Com os empregados da Votorantim, após a apresentação do projeto e da discussão sobre seus objetivos, foi reforçada a importância de que as normas para um trânsito seguro nunca sejam negligenciadas. “Falamos também sobre a necessidade do uso do cinto de segurança e, sobre a incompatibilidade entre bebida alcoólica e direção e também o uso do celular, além de os custos dos acidentes de trânsito para a sociedade”, diz.

Gerente Técnico do OSERVATÓRIO, Renato Campestrini destaca que, assim como a comunidade e os trabalhadores, as autoridades de trânsito de Paracatu, avaliaram positivamente e se comprometeram a contribuir com o projeto. “O secretário de Transportes, Urbano Men de Sá, informou que os equipamentos medidores de velocidade na rodovia MG-188, trajeto para a escola do bairro da Lagoa, que atende as crianças da comunidade do Cunha, estão sendo reativados pelo DER/MG, fato que irá possibilitar a redução da velocidade nas imediações e mais segurança para os usuários das vias. Ele ressaltou ainda o desejo de que condutores do transporte escolar possam usufruir do projeto, sendo orientados sobre como se comportar adequadamente no trânsito”, conta.

Campestrini explica, também, que foram feitas análises relacionadas a problemas com a sinalização de trânsito no cruzamento da BR 040 com a estrada “Entre Ribeiros”, que será o principal acesso de veículos com destino as duas unidades de Ambrosia. O motivo dessa avaliação é identificar os principais fatores de risco envolvidos no local, além das infrações de trânsito. “Registramos em vídeo o movimento da rodovia nesse trecho com objetivo de auxiliar a elaboração da proposta a ser apresentada ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Polícia Rodoviária Federal e à concessionária Via 040 para melhorar a segurança viária do local”, comenta.

O trabalho segue até final de maio, sempre em Paracatu.

Confira algumas fotos:

 

Comente