OBSERVATÓRIO | Observatório Nacional de Segurança Viária promove palestra e treinamento para motofrentistas em Recife
846
post-template-default,single,single-post,postid-846,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Observatório Nacional de Segurança Viária promove palestra e treinamento para motofrentistas em Recife

Observatório Nacional de Segurança Viária promove palestra e treinamento para motofrentistas em Recife


Observatório Nacional de Segurança Viária promove palestra e treinamento para motofrentistas em Recife

Cerca de 3 mil motofretistas da capital pernambucana ganharam um presente na última terça-feira (3 de setembro): um treinamento à distância (e-learning) de condução segura para quem trabalha em cima de uma motocicleta. A Seguradora Líder-DPVAT é a patrocinadora deste projeto em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária que desenvolveu o material e vai disponibilizar aos motociclistas. O anúncio foi feito ao final do 1º Simpósio “Motociclistas, Mobilidade e Segurança – Eu posso e vou fazer mais por um trânsito seguro”, realizado em Recife-PE.

O Observatório prepara agora o cadastro de acesso dos motofretistas trabalhadores das empresas associadas ao Sindicato Sempre Motos para disponibilizar o treinamento que trata, entre outros assuntos, a questão da frenagem da moto, os equipamentos de segurança, o transporte de cargas, a legislação, as condições adversas de dirigibilidade. Essas dicas irão ajudar os motofretistas a pilotar com mais segurança.

Para Antonio Câmara, dono de uma empresa que entrega refeições em Recife com cerca de 130 motofretistas no quadro de funcionários, relata que além de melhorar a condução da moto, o treinamento vai servir de alerta para que os funcionários tenham mais responsabilidade no trânsito e no trabalho. Ele elogiou bastante a iniciativa.

Já o presidente do Sindicato Sempre Motos, Robson Florêncio disse que ficou satisfeito com o que foi apresentado pelo Observatório. “Nunca vi qualquer explicação de segurança de uma motocicleta feita dessa forma. Acredito que esse treinamento vai nos ajudar na conscientização dos motociclistas”, afirmou.

Os primeiros 300 motofretistas que concluírem o curso com as maiores notas, receberão um colete refletivo de proteção, doado pela Seguradora Líder DPVAT. A capacitação deve estar disponível dentro de 30 dias, via internet.

O Simpósio

O evento, realizado pelo Sindicato das Seguradoras do Norte e Nordeste (Sindseg NNE) e o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) em parceria com o Sindicato dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros de Pernambuco (Sincor-PE), a Escola Nacional de Seguros, a Seguradora Líder DPVAT e a Federação Nacional dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros (Fenacor)  reuniu autoridades de trânsito de Recife, da Secretaria de Saúde, Secretaria da Mobilidade Urbana, da Polícia Militar, representantes de seguradoras, empresários, motociclistas, sindicato das empresas de motofrete, entre outros.

O presidente do Observatório José Aurélio Ramalho apresentou o cenário atual do trânsito brasileiro, mostrou o aumento das indenizações decorrentes de acidentes de transito e mostrou novos projetos de educação que visam uma formação complementar para motociclistas. A professora Maria do Carmo Marques Ferreira, doutoranda em Saúde Pública pela Universidade Federal de Pernambuco que acompanhou toda a palestra afirmou que “muitos profissionais de áreas distintas deveriam assistir a apresentação do Observatório, pois são dados muito relevantes e que mostram um cenário bem mais preocupante do que imaginamos”, afirmou.

Para o José Inácio, proprietário de uma empresa de entrega de peças de automóveis em Jaboatão dos Guararapes (região metropolitana de Recife) a possibilidade de capacitar os motofretistas que trabalham diariamente em toda região metropolitana é “praticamente única”, afirma. Para ele, toda e qualquer forma de educação para esse público vulnerável aos acidentes de trânsito é importantíssima.

Já o Major Luciano Nunes, coordenador operacional da Operação Lei Seca em todo Estado de Pernambuco, se disse impressionado com os dados apresentados pelo Observatório. “Esse panorama é muito importante para quem programa intervenções, tanto de fiscalização como de educação”. Para ele, a oportunidade de participar do Simpósio foi extremamente gratificante.

Sem comentários

Escreva um comentário