Notícias

Revista Parar Review traz os desafios do Maio Amarelo em 2020

Escrito por Laço Amarelo

25 JUN 2020 - 15H57

A 19ª edição da Revista Parar

Review, de junho de 2020, traz uma matéria especial sobre o movimento Maio

Amarelo 2020. Com a participação do diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional

de Segurança Viária, José Aurelio Ramalho, que apresenta o movimento deste ano,

as ações desenvolvidas pelas redes sociais em decorrência da pandemia de

covid-19 e o programa Laço Amarelo.

De acordo com o

diretor-presidente do OBSERVATÓRIO: “É fundamental que haja uma consciência

sobre quais são os deveres de quem transita. A regra não existe somente para

que haja organização no trânsito, a regra existe também para nos proteger.

Portanto, o tema ‘Perceba o risco, proteja a vida’ vem ao encontro com o fato

de que precisamos conhecer os riscos para instintivamente nos proteger. Todo

mundo que percebe qualquer risco, muda o comportamento diante daquela situação”.

Ramalho também fala sobre os

desafios enfrentados para desenvolver o Maio Amarelo deste ano, que em

decorrência do novo coronavírus, precisaram ser repensadas e desenvolvidas

exclusivamente pelas redes sociais, através de lives e conferências, tudo

online. O diretor do OBSERVATÓRIO também convida a sociedade para as ações

presenciais que serão desenvolvidas em setembro, quando há a expectativa da

pandemia já ter terminado.

“As ações presenciais foram

transferidas para o mês de setembro, período em que já existe a Semana Nacional

de Trânsito, entre os dias 18 a 25, e com isso, durante os 31 dias de maio

utilizaremos os meios de comunicação digitais que nos tem feito trabalhar e

conversar com quem está longe. Em setembro, quando acreditamos que tudo já esteja

normalizado, é importante que as ações presenciais sejam realizadas. Vamos

fazer um Setembro-Maio Amarelo em 2020, com muita conscientização”, contou

Ramalho.

Além disso, Ramalho fala sobre

o programa Laço Amarelo e como esse projeto específico é desenvolvido para que

empresas, entidades e o poder público possa ajudar no trabalho de

conscientização de toda sociedade sobre a importância de um comportamento

seguro no trânsito.

Ramalho enfatiza: “Seria ideal

que as áreas de Recursos Humanos, Sustentabilidade, Comunicação, Segurança do

Trabalho entre outras incorporassem as questões da segurança viária em seus

planejamentos anuais. É importantíssimo que se tenha um olhar para isso. Todos

nós transitamos. Não existe ‘acaso’ no acidente de trânsito. O acidente decorre

do desrespeito à regra, que na maioria das vezes é conhecida de quem a

provocou. Então, esse tema precisa fazer parte do trabalho de diversas áreas

dentro de uma empresa”, conclui.

Acesse a edição on-line da revista Parar Review e leia a matéria aqui: https://bit.ly/PDFreview19

Ou cadastre-se para receber ela em mãos aqui: https://conteudo.institutoparar.com.br/parar-review

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto