Loader
A utilização do celular enquanto pedestre, ciclista e condutor
24132
post-template-default,single,single-post,postid-24132,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

A utilização do celular enquanto pedestre, ciclista e condutor

A utilização do celular enquanto pedestre, ciclista e condutor

A globalização juntamente com o avanço da tecnologia vem mudando drasticamente nosso modo de vida ao longo das últimas décadas. Dentre as mudanças mais significativas está o uso do telefone que, de fixo passou a ser móvel; antes, atrelado a um cabo, hoje é um chip que lhe permite falar com qualquer pessoa. Além disso, o valor de cada chamada era caro; hoje, você pode pagar antecipadamente e controlar os gastos. As mudanças são inúmeras e o resultado é que hoje é impossível viver sem celular.

Com tanta facilidade e função, crianças, jovens, adultos e idosos se distraem em qualquer ambiente com o telefone nas mãos: nele é possível consultar sobre tudo em qualquer parte do mundo e dá também para ouvir música, ler jornal, assistir TV; ler e-mail e acessar as redes sociais. Não raro vemos crianças que mal sabem falar, mexendo no aparelho de alguém e cada vez mais os idosos estão sendo envolvidos pela tecnologia que, também muda para atender aos mais velhos. Pessoas que já passaram dos 80 já se renderam as redes sociais e as mensagens instantâneas.

Diante desse cenário e com tanta distração, nossos deslocamentos diários, seja a pé, de carro, numa moto ou mesmo numa bicicleta, que antes usávamos para a contemplação, passou a ser o tempo que também é “gasto” para usar o celular. Ninguém mais caminha ou transita sem um celular por perto. E isso tem levado a um aumento nos acidentes envolvendo pedestres, ciclistas e condutores em todas as partes do mundo.

Não existe estatística mundial ou mesmo no Brasil sobre a quantidade de acidentes em que alguém estava ao celular, mas numa rápida observação em qualquer esquina de uma média ou grande cidade você perceberá quantas pessoas passam distraídas com o celular. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o risco de acidentes aumenta em 400% quando você usa o celular transitando.

Um dos sentidos mais importantes para quem está transitando em qualquer modal é a audição. Então, esqueça o fone ou pelo menos, use somente num ouvido enquanto pedala ou caminha. É fundamental que o condutor ouça o trânsito para que, uma buzina ou uma freada o alerte sobre o que está havendo próximo dali.

O celular veio para melhorar e facilitar nossa vida, mas é preciso saber usar. Por isso, desligue ou tire o som do aparelho enquanto você transita. Lembre-se: no trânsito, o sentido é a vida!

2 Comments
  • Antônio Carlos Gomes
    Posted at 20:54h, 01 abril Responder

    Definitivamente celular e trânsito não combinam,seja apê de bike ou veículo automotores,temos quê estar atento a tudo menos ao celular.

  • NOEDY PARICE MENDES BERTAZZI
    Posted at 07:54h, 02 abril Responder

    Gostaria de receber novos artigos e comentários. Obrigada.

Post A Comment