Loader
Campanha de conscientização de preservação da vida no trânsito pelo Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito
23303
post-template-default,single,single-post,postid-23303,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Campanha de conscientização de preservação da vida no trânsito pelo Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito

Campanha de conscientização de preservação da vida no trânsito pelo Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito

Celebrado em todo o mundo sempre no terceiro domingo de novembro, o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito nasceu na Inglaterra em 1993 por iniciativa de uma ONG e em 2005 a ONU (Organização das Nações Unidas) adotou o tema e propôs que todos os países, celebrasse a data buscando assim mais conscientização e segurança no trânsito.

A melhor forma de homenagear quem perdeu a vida por conta de um acidente é mudando nossos atuais hábitos. Por isso, devemos fazer o correto para nos proteger em qualquer situação. Desde a infância, devemos conviver com bons exemplos e muita educação no trânsito. Transportar as crianças desde a maternidade no bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação, faz com que esse futuro adulto, nunca deixe de usar o cinto, mesmo no banco de trás.

Não usar o celular enquanto transita, seja a pé, de carro, de bicicleta ou mesmo na moto (sim! Alguns pilotam e falam ao celular) é fazer uma homenagem a quem já se foi, vítima da violência do trânsito. Somente quem se envolveu num acidente, distraído com o celular é que entende o risco que essa atitude envolve.

Um outro modo de homenagear as vítimas é jamais dirigir se beber. A bebida é responsável pela maioria dos acidentes nas rodovias e esses acidentes são, quase sempre, graves ou fatais. O álcool tira todo o reflexo do motorista e coloca não só a vida dele, mas de todos em perigo. Beber e dirigir já é crime na lei brasileira, mas, antes mesmo de ser crime, é preciso ter consciência da nossa responsabilidade no trânsito.

Dirigir bêbado é tão perigoso quanto dirigir com sono. E o sono ou o cansaço é também responsável por uma infinidade de acidentes pelas estradas do Brasil. Infelizmente há pouca investigação quando se trata de acidentes de trânsito, mas alguns casos, consegue-se afirmar que o cansaço do motorista foi o responsável por aquela tragédia.

Outro desrespeito às regras e que, pode ter graves consequências é o excesso de velocidade. A velocidade aumenta a gravidade das lesões num acidente, porém, se respeitarmos a sinalização que indica a velocidade máxima segura para aquela via, estamos protegidos. A regra sempre nos protege.

Ou seja, mudando nossos hábitos, estamos mudando a realidade e com isso, homenageando as vítimas dos acidentes que, por uma irresponsabilidade sua ou de outros, perderam a vida.

O Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito é uma data que poderia ser esquecida, mas, atualmente, é precisa ser lembrada todos os dias.

1 Comment
  • Mauricio Pontello
    Posted at 06:25h, 15 novembro Responder

    Parabéns ONSV pela incansável luta na construção de um trânsito mais seguro.
    Que nossas atitudes gerem essa mudança de hábitos tão desejada e necessária.
    Que a dor das famílias enlutadas pela perda de seus entes queridos em acidentes de trânsito se transforme na esperança de um reencontro.

Post A Comment