OBSERVATÓRIO | Checar previsão do tempo antes de viajar é boa ideia
8195
post-template-default,single,single-post,postid-8195,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Checar previsão do tempo antes de viajar é boa ideia

Checar previsão do tempo antes de viajar é boa ideia

Dezembro é mês de chuvas torrenciais que podem colocar em risco o trânsito nas rodovias, mesmo se as condições mecânicas do veículo estiverem boas

Que dezembro é mês em que ocorrem chuvas torrenciais em boa parte do território brasileiro, todos sabem. Neste período do ano, com a chegada das festas natalinas, do Révéillon, e das férias, quem for viajar deve estar atento não apenas às condições mecânicas do veículo, mas também às condições do clima.

Afinal, uma viagem segura e sem percalços depende também dos cuidados de quem vai viajar, já que conduzir um veículo sob chuva forte pode se tornar uma tarefa árdua se a atenção do motorista não estiver unicamente concentrada no ato de dirigir. Portanto, como as chuvas intensas são comuns nesta época do ano, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária – ONSV orienta que, antes de pegar a estrada, é aconselhável verificar a previsão do tempo, que poderá indicar em que condições climáticas a viagem se dará.

É sabido também que as chuvas podem comprometer a visibilidade do motorista. Mas o risco vai além deste, porque elas, igualmente, podem provocar, em regiões de serra, desabamento de encostas, o que é extremamente perigoso para quem trafega pela pista. Do mesmo modo, chuva deixa a pista escorregadia e pode comprometê-la, ainda, com barro ou areia.

Reduzir a velocidade e manter distância de segurança em relação ao veículo que vai à sua frente é uma das principais atitudes de um motorista consciente. Manter os faróis baixos ligados e tornar-se mais visível para os outros condutores, também. O bom estado dos limpadores de para-brisa, essenciais em dias de chuva, assim como do desembaçador, também contam muito para a segurança da viagem em condições de chuvas.

O condutor do veículo deve, da mesma forma, adotar uma postura defensiva e antecipar-se às situações de risco, por exemplo, freando antes do tempo em que faria se caso as condições climáticas fossem normais. Isso porque em pista molhada a aderência dos pneus é reduzida e o tempo de frenagem pode ser até 50% superior ao necessário em pista seca.

No caso de a chuva ser, de fato, muito mais intensa ao ponto de comprometer a viagem apesar de todos os quesitos relativos à segurança terem sido cumpridos, procure um local adequado, saia da estrada e espere o tempo que for necessário para voltar com segurança à pista.

Sem comentários

Escreva um comentário