OBSERVATÓRIO | Conheça os tipos de calçados ideais para dirigir
8385
post-template-default,single,single-post,postid-8385,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Conheça os tipos de calçados ideais para dirigir

Conheça os tipos de calçados ideais para dirigir

Mais que elegância e estar na moda, o conforto e a aderência do sapato é importante para a segurança

Existe um calçado ideal para dirigir?  O que é e o que não é conveniente usar o condutor de veículo consciente, que preza pela segura nça viária, tanto a sua própria quanto a de outras pessoas que transporta ou com as quais divide as vias e as rodovias do país?

Elegância é importante; estar na moda também. Mas quando a questão é conduzir um veículo, a segurança deve pesar mais do que simplesmente estar usando um calçado mais chique ou mais adequado para os dias de calor intenso. Afinal, a condução deve ser também confortável, prazerosa e, acima de tudo, segura.

No caso de mulheres motoristas, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária dá algumas dicas:

Saltos altos – Modelos de salto alto ainda são os preferidos das mulheres e não são exclusivos para ocasiões festivas ou baladas. São itens do dia a dia. Para a direção segura, entretanto, é melhor evitá-los, já que não são adequados do ponto de vista ergonômico, uma vez que não oferecem boa adaptação para pisar nos pedais e podem também atrapalhar a realização de manobra que exija rapidez. Caso não queira abrir mão do salto, prefira os mais baixos e mais grossos e nunca os do tipo agulha, que são totalmente desaconselhados. Você pode levar esses modelos como reserva e calçá-los apenas após ter chegado ao seu destino e estacionado o veículo. Além dos saltos altos e finos é bom evitar também os calçados de plataforma, igualmente desaconselhados.

Sandálias e sapatilhas –  Sandálias de dedo não são aconselhadas por apresentarem riscos consideráveis de escapar ou de prender no piso do carro, podendo provocar manobras bruscas ou acidentes.  Prefira as que se mantenham firmes à sola e superfície do pé e que garantam o conforto e segurança necessários à prática da direção automóvel.     Já as  sapatilhas devem se ajustar perfeitamente ao pé. Prefira as de materiais maleáveis que permitam a flexibilidade do pé.

Tênis – São considerados sapatos aptos para a direção desde que a mulher consiga manter sua sensibilidade e se sinta segura e confortável ao volante.

Se for dirigir, prefira sapato fechado, sem tiras ou adereços que podem ficar presos nos pedais ou em qualquer outro local no interior do veículo e dificultarem as manobras. É bom lembrar, também, que solados de borracha são altamente aconselhados, uma vez que o material adere mais facilmente aos pedais e dificulta que os pés escorreguem durante manobras.

 

Se o condutor for homem:

Sapato social – Costumam apresentar estrutura e sola muito rígidas e, embora sejam benéficos em termos de aderência, podem se tornar bastante desconfortáveis na hora de dirigir.

Botas – Assim como os sapatos sociais, as botas não são indicadas para dirigir porque comprometem os movimentos dos pés e podem se tornar bastante desconfortáveis quando houver necessidade no uso dos pedais.

Mocassins – São indicados para dirigir por possuírem estrutura leve e flexível, sistema de respiração adequado, boa aderência das solas aos pedais e conforto.

Calçados esportivos – Assim como os mocassins, oferecem boa aderência, flexibilidade e estrutura sólida mais maleável que possibilita dirigir com comodidade e segurança.

Sem comentários

Escreva um comentário