OBSERVATÓRIO | Existe um sapato ideal para dirigir? O OBSERVATÓRIO orienta!
4876
post-template-default,single,single-post,postid-4876,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Existe um sapato ideal para dirigir? O OBSERVATÓRIO orienta!

Existe um sapato ideal para dirigir? O OBSERVATÓRIO orienta!

Final de janeiro, ainda há um resto de férias pela frente para muita gente. Para alguns até o Carnaval é tempo de um convite para colocar o chinelo e sair por aí para relaxar, não importa se na serra ou no mar. Nada de sapatos, não é isso? Quer liberdade maior que essa? Parece que não, mas isso não é pra todos. Afinal, se você for dirigir, mesmo em férias, definir o sapato adequado é uma exigência para a segurança, para evitar acidentes.

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária atento à questão garante orientações sobre o tema a todos os condutores.

De acordo com a entidade de segurança viária, não importa a situação: se numa pista de corrida, se a caminho do trabalho, da balada ou da viagem de férias; ou mesmo deixando a areia da praia, o sapato correto para dirigir tem que garantir que o condutor possa sentir os pedais, sem qualquer risco de escorregar para garantir a segurança de todos.

Os chinelos, sandálias, as tradicionais rasteirinhas, que são hit no verão, não devem nunca serem adotadas no volante. Elas são proibidas pelo Código de Trânsito Brasileiro, porque dirigir exige muitos cuidados. Saltos e solados lisos também devem ser abolidos ao entrar no carro.

Um questionamento muito comum de motoristas é se eles podem dirigir descalços. E a resposta é que não há impedimento legal para dirigir descalço, mas a situação pode trazer desconfortos e não garantir muita segurança, já que o pé precisa de conforto para apertar os pedais, orienta o OBSERVATÓRIO.

E se há riscos com o pé no chão, com os pés no alto, o perigo dos saltos e das plataformas também é grande, já que anabelas, plataformas, tamancos, podem dificultar a avaliação da distância dos pedais e também a noção de força ao acioná-los. E ainda há os riscos deles enroscarem nos pedais, que não são poucos.

Outro importante cuidado ao escolher o sapato que vai usar ao dirigir diz respeito à atenção ao solado do sapato. O solado não pode ser escorregadio, liso demais.

Um último alerta é quanto aos dias de chuva. Se você entra no carro com os sapatos molhados, o ideal é que enxugue bem a sola do sapato para não escorregar nos pedais. Mantenha um pano seco para isso no carro. Solados molhados não têm aderência em algumas superfícies.

Agora, se você não abre mão de nenhum desses calçados, o ideal e seguro é ter um modelo fechado, sem salto e sem chance de escorregar dentro do veículo, para usá-lo na direção, durante o deslocamento.

E os sapatos não são somente uma questão feminina, os homens também devem ter cuidados nesta escolha e buscar calçados que são sejam lisos; e devem optar por modelos antiderrapantes, flexíveis e que não incomodem ao dirigir.

Para o OBSERVATÓRIO, o objetivo ao destacar os cuidados com os sapatos não é ditar o que cada um deve comprar para usar. Todo mundo pode e deve comprar e usar o que quiser, mas a segurança deve prevalecer em relação à estética, pelo menos na hora de dirigir. Um salto enroscado no pedal do freio pode ser a causa de um acidente com graves consequências, é importante pensar nisso, alerta.

Escreva um comentário