OBSERVATÓRIO | No trânsito, use o bom-senso para acionar a buzina!
5193
post-template-default,single,single-post,postid-5193,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

No trânsito, use o bom-senso para acionar a buzina!

No trânsito, use o bom-senso para acionar a buzina!

Tem atitudes no trânsito que devem ser evitadas, pois geram e ampliam o estresse de todos. Um dos principais exemplos está relacionado ao uso abusivo da buzina. Existem muitos motoristas que ao enfrentarem qualquer situação estão lá com a mão na buzina: não têm paciência para esperar que um pedestre conclua uma travessia; numa lentidão, então, acreditam que ao buzinar os demais carros possam desaparecer ou que o seu carro possa sair voando sobre os outros; não conseguem, muitas vezes, esperar um embarque e desembarque de um idoso que normalmente pode ser mais lento. Na hora de fazer uma ultrapassagem, acreditam que é só sair buzinando para que todos saiam da frente. Enfim, usam esse equipamento que é tão importante na comunicação durante a direção, de forma equivocada.

A buzina tem uma função importante de indicar intenções, alertas e outras necessidades; mas o seu uso tem que ser com moderação e respeito. Do contrário, o condutor pode ser penalizado, gerar indisposições com outros motoristas e até colaborar para que o estresse no trânsito ainda seja maior para todos.

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária lembra a todos que a buzina deve ser acionada com toques rápidos para alertar outros condutores ou pedestres de alguma situação de risco.

Ela pode, inclusive, ser usada como forma de agradecer outros atores no trânsito que estejam permitindo uma ultrapassagem ou comunicando alguma intenção.

Mas todos devem estar atentos à sinalização de proibições do uso da buzina; e mesmo quando ela não existir, não acionar esse equipamento no horário entre às 22h e 6h, sobretudo, no entorno de hospitais, escolas e cemitérios.

Sempre use o bom-senso antes de buzinar. A buzina não deve ser usada também como forma de aliviar o estresse pessoal no trânsito; afinal, ela não servirá para solucionar esse problema. Nenhum congestionamento, por exemplo, vai desaparecer de sua frente, só porque você está apertando a buzina. E o pior, atitudes como essas podem trazer confusões com os demais motoristas.

O trânsito já é um espaço que pode gerar uma certa impaciência; então, colabore para que nesse espaço todos possam estar mais confortáveis e sem barulhos desnecessários. O bem-estar de todos depende da sua atitude.

Sem comentários

Escreva um comentário