OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO comenta no JN projeto que muda regras da carteira de motorista
21943
post-template-default,single,single-post,postid-21943,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO comenta no JN projeto que muda regras da carteira de motorista

OBSERVATÓRIO comenta no JN projeto que muda regras da carteira de motorista

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária posicionou-se sobre o projeto de lei do presidente Jair Bolsonaro, que muda trechos do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) e relaxa as punições para infrações de trânsito. Dentre as alterações, está a ampliação – de 20 para 40 pontos – do limite para suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“O projeto beneficia o infrator recorrente, uma minoria entre os 60 milhões de condutores com habilitação. Estamos privilegiando, com essa legislação, apenas os motoristas infratores e prejudicando toda a sociedade brasileira”, asseverou José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO.

Ainda segundo Ramalho, para fugir de uma multa basta respeitar os limites de velocidade, não usar o celular enquanto dirige. Quem multa não é o poder público, quem gera multa é o próprio cidadão infrator.

Para que as mudanças entrem em vigor, o projeto precisará ser discutido no âmbito das comissões e, depois de aprovado, apreciado pelo plenário da Câmara e do Senado.

O projeto do governo também prevê a ampliação da validade da habilitação, de cinco para dez anos. A habilitação dos idosos também terá validade ampliada de dois e meio para cinco anos.

Principais pontos do projeto

• Aumenta de 20 para 40 o limite de pontos, em um período de um ano, para suspensão da CHN;
• Amplia a validade da CNH de 5 para 10 anos;
• Amplia a validade da CNH para idosos de 2 anos e meio para 5 anos;
• Mudança nas regras para o transporte de crianças nos veículos;
• Possibilidade de o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) liberar bicicletas elétricas sem maiores exigências;
• Fim da exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais.

Assista a reportagem: https://globoplay.globo.com/v/7667866/programa/

2 Comentários

Escreva um comentário