OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO discute mobilidade com candidatos de Indaiatuba
7296
post-template-default,single,single-post,postid-7296,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO discute mobilidade com candidatos de Indaiatuba

OBSERVATÓRIO discute mobilidade com candidatos de Indaiatuba

Pleiteantes ao Executivo da cidade se comprometeram a estudar a implantação de medidas sugeridas pelo ONSV a partir de levantamento feito por sua equipe técnica

A direção do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária – ONSV se reuniu nos últimos dias com candidatos à Prefeitura de Indaiatuba para discutir questões relacionadas à mobilidade urbana e segurança viária no município. Todos os candidatos foram convidados pelo OBSERVATÓRIO por meio de ofício entregue nos comitês de cada coligação em meados deste mês.

O objetivo do encontro foi de que os pleiteantes ao Executivo da cidade assumissem o compromisso de que, se eleito, irá adotar as medidas indicadas pelo OBSERVATÓRIO, cuja equipe técnica percorreu vários pontos da cidade para levantamento das correções ou melhorias que podem ser adotadas visando à garantia de condições de mobilidade mais seguras aos moradores de Indaiatuba, independentemente do modal que utilizam (ver  medidas abaixo).

As reuniões foram realizadas com os candidatos Bruno Ganem, Nilson Gaspar, Emanoel Santos e Rinaldo Wolf. Todos avaliaram pertinentes as sugestões do OBSERVATÓRIO e se comprometeram a estudar a implantação, uma vez que tratam-se de propostas que visam a prevenção de acidentes e podem, de fato, proporcionar melhorias na mobilidade no município.

Avaliaram, ainda, que a visão técnica do OBSERVATÓRIO contribui significativamente para futuros projetos e adequações no sistema viário da cidade, possibilitando ganhos em relação à segurança em todos os modais de transporte.

Propostas apresentadas pelo ONSV:

  • Implantação de dispositivos de canalização, segregadores nos pontos em que a ciclofaixa está localizada junto ao leito carroçável da via e ao lado de defensas metálicas.
  • Revisão dos deslocamentos laterais nas aberturas de passagem em canteiros centrais. Há pontos em que é permitido tudo, potencializando os riscos de acidentes.
  • Implantação de faixa elevada para travessia de pedestres em pontos com direita livre, de forma a incentivar o condutor a reduzir a velocidade e privilegiar o pedestre.
  • Implantar área 40 na zona central da cidade, para minimizar os riscos de óbitos ou lesões graves em eventuais atropelamentos.
  • Desenvolver ações mensais de educação para o trânsito, abordando temas do dia a dia no trânsito, como forma de difundir aspectos relevantes da segurança viária.
  • Intensificar a fiscalização de trânsito para que o comportamento irregular do condutor seja devidamente punido.
Sem comentários

Escreva um comentário