OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO é destaque em série de reportagens do Jornal Correio Braziliense
17845
post-template-default,single,single-post,postid-17845,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO é destaque em série de reportagens do Jornal Correio Braziliense

OBSERVATÓRIO é destaque em série de reportagens do Jornal Correio Braziliense

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária foi destaque do Jornal Correio Braziliense, em Brasília-DF, do dia 5 de dezembro. Com a matéria intitulada “Embriaguez e celular ao volante são punidos com mais rigor fora do Brasil”, da série de reportagens “A Corrida para Salvar Vidas”, o jornal mostra como é realizada a punição das infrações em outros países e de que forma os investimentos são aplicados para reduzir as mortes no trânsito. Na França, por exemplo, guiar sob efeito de álcool pode render multa de até R$ 200 mil; no Brasil, a multa para quem insiste falar ao telefone enquanto dirige é de R$ 293,47.

A repórter Isa Stacciarini procurou o OBSERVATÓRIO como fonte para a matéria escrita que, por meio de seu diretor-presidente, José Aurélio Ramalho, se pronunciou.

Ramalho frisou que a percepção de risco só muda se tiver investimento na formação do condutor e em educação de trânsito nas escolas. “Se o motorista não estiver educado, ele não deixará de falar ao celular e continuará bebendo e dirigindo. Tem de ocorrer uma grande mudança em mostrar para o cidadão que as leis e as regras de trânsito são para a proteção dele e não para prejudicá-lo”, destacou o diretor-presidente.

Na visão dele, é necessário a formulação de um programa consciente para envolver motoristas, motociclistas, pedestres e ciclistas. “Informar é fundamental para que não haja a relação do trânsito com a indústria da multa. As regras que existem são para proteger o cidadão”, ressaltou.

 

Leia aqui a matéria no íntegra.

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/12/05/interna_cidadesdf,645483/amp.html

Sem comentários

Escreva um comentário