OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO participa da 8ª International Cycling Safety Conference, na Austrália
23333
post-template-default,single,single-post,postid-23333,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO participa da 8ª International Cycling Safety Conference, na Austrália

OBSERVATÓRIO participa da 8ª International Cycling Safety Conference, na Austrália

Aconteceu em Brisbane, Austrália, entre os dias 18 a 20 de novembro de 2019, a 8ª International Cycling Safety Conference (Conferência Internacional de Segurança em Ciclismo). O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV), mediante acordo de cooperação com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), foi representado pelo Prof. Dr. Jorge Tiago Bastos.

O evento foi desenvolvido pelo Ministério da Infraestrutura e Meio Ambiente da Holanda, em parceria com o Centro de Pesquisa de Acidentes e Segurança Rodoviária da Universidade de Queensland, na Austrália. A conferência reuniu pesquisadores e profissionais da área de mobilidade e segurança viária.

A participação do Prof Dr Tiago faz parte das atividades que ele vem desenvolvendo na missão internacional no CARRS-Q, que é um centro de pesquisa criado em 1996 e faz parte da Faculdade de Saúde e do Instituto de Saúde e Inovação Biomédica (IHBI).

A visão declarada do CARRS-Q é “para um mundo mais seguro, no qual os danos relacionados a lesões são incomuns e inaceitáveis”, para os quais trabalha realizando pesquisas, treinando profissionais de segurança no trânsito e dando prêmios a outras organizações ou indivíduos pelo sucesso no trânsito e iniciativas de segurança viária.

Os temas destacados no encontro foram:

  • Estratégias para o aumento do uso da bicicleta em países com pouca tradição de transporte cicloviário;
  • Riscos associados ao uso de bicicletas (estudo holandês indica que as velocidades desses veículos são muito elevadas para compartilhar as ciclovias com usuários de bicicletas convencionais e muito baixas para compartilhar as vias com veículos motorizados);
  • Necessidades de adaptação da superfície do pavimento e geometria de ciclovias para adequá-las ao uso de bicicletas elétricas (em função da velocidade mais elevada) e patinetes (em função do tamanho menor das rodas, o que torna os patinetes vulneráveis a outros obstáculos facilmente transponíveis por veículos como bicicletas);
  • Evidências de que a construção de infraestrutura cicloviária estimula o uso da bicicleta;
  • Estudos com simuladores de bicicleta;
  • Interações entre veículos autônomos e bicicletas.

Segundo o Prof. Dr Tiago: “a participação em um fórum internacional sobre ciclomobilidade segura se faz importante para a UFPR e para o Observatório para conhecermos o que há de mais avançado em termos de estudos e pesquisas e, ao mesmo tempo identificar problemas comuns em relação à realidade brasileira, mesmo em locais altamente desenvolvidos, cuja participação era mais predominante no evento”, argumenta.

Conforme o docente explica: “para a realidade brasileira, destaco a importância da adequação do sistema de transporte (infraestrutura e regras operacionais) às novas alternativas de mobilidade individual e elétrica, como os patinetes e as bicicletas elétricas. Além disso, para o transporte cicloviário convencional, as evidências de estudos apresentados no evento mostraram que a oferta de infraestrutura adequada (ciclovias e ciclofaixas) é sim capaz de atrair mais usuários da bicicleta”.

1Comentário
  • MAURICIO PONTELLO
    Postado às 13:05h, 25 novembro Responder

    Muito importante a participação do ONSV e da UFPR na CYCLING SAFETY CONFERENCE. A cada dia mais pessoas estão entendendo que a bicicleta não é mero objeto de lazer e sim um meio de transporte nas cidades, e isso exige dos gestores um esforço para melhorar os ambientes onde ela está presente.
    Sem dúvida alguma ONSV e UFPR em muito contribuirão.

Escreva um comentário