OBSERVATÓRIO | Tarcísio de Freitas recebe propostas do Seminário de Mobilidade – Rodovias que Perdoam
23209
post-template-default,single,single-post,postid-23209,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Tarcísio de Freitas recebe propostas do Seminário de Mobilidade – Rodovias que Perdoam

Tarcísio de Freitas recebe propostas do Seminário de Mobilidade – Rodovias que Perdoam

O Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas recebeu diretores do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária na tarde da última quinta-feira (31/10), na sede do Ministério, em Brasília. Na oportunidade, também participaram do encontro o diretor-geral do Denatran, Jerry Adriane Dias, o secretário nacional de Transportes Terrestres interino, Marcello da Costa e a coordenadora-geral de Planejamento, Gestão e Controle do Denatran, Marcela Laíz.

Entre os assuntos discutidos esteve o resultado do 2º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias que Perdoam, realizado em Brasília, no último dia 12 de setembro. No documento estão as propostas sugeridas para que as estradas brasileiras adotem o que há de mais moderno em segurança nas rodovias já usadas em outros países.

O ministro recebeu e agradeceu a contribuição do OBSERVATÓRIO, comprometendo-se em encaminhar internamente – no Ministério da Infraestrutura -, o uso do mesmo nas concessões de rodovias que virão a partir de 2020.

Foi proposto pelo secretário interino de Transportes Terrestres que o OBSERVATÓRIO apresente as propostas para os técnicos do Ministério da Infraestrutura, num evento a ser marcado para esse ano.

Além disso, o OBSERVATÓRIO entregou também um estudo de fiscalização ostensiva de segurança em rodovias com foco na melhoria da sinalização e pontos de alto riscos de acidentes com o principal intuito de alertar aos usuários das vias quais perigos existem naquele trecho.

Com isso, o OBSERVATÓRIO contribui com o poder público nas discussões de sinalização, pavimentação e fiscalização nas rodovias do país.

Sem comentários

Escreva um comentário