Loader
Trânsito no estado de São Paulo registra aumento de mortes após flexibilização
25843
post-template-default,single,single-post,postid-25843,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Trânsito no estado de São Paulo registra aumento de mortes após flexibilização

Trânsito no estado de São Paulo registra aumento de mortes após flexibilização

Mês de setembro registra recorde em óbitos relacionados a sinistros de trânsito; 461 mortes

Segundo os dados do Infosiga, banco de dados que reúne informações de sinistros de fontes como: Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária, após a flexibilização da quarentena, os óbitos no trânsito no estado de São Paulo registraram aumento. Jorge Tiago Bastos, chefe do departamento de Transportes da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e Observador Certificado do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária explicou a relação entre pandemia e queda de óbitos no trânsito ao colunista do UOL, Diogo Schelp.

Conforme o levantamento, no acumulado do ano até setembro, a redução de óbitos foi de 9,5%, comparado ao mesmo período de 2019. Entretanto, desde julho, as mortes de trânsito registram aumento a cada mês. Em setembro deste ano, o número foi apenas 1,9% menor que o mesmo mês do ano passado.

“A relação entre a redução nas mortes de trânsito e a pandemia pode ser confirmada pelos dados do fluxo de veículos leves e pesados nas rodovias de São Paulo”, comentou Tiago Bastos.

Ainda, segundo levantamento da ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias), o fluxo nas estradas caiu 47,9% em abril em comparação com o mesmo mês de 2019. Em maio, a diminuição foi de 36,8%, em junho, 22,3%, e, em julho, 20,4%.

Leia a matéria completa em:

https://noticias.uol.com.br/colunas/diogo-schelp/2020/10/24/mortes-no-transito-em-sp-tem-recorde-do-ano-em-setembro-apos-flexibilizacao.htm

Foto de Artyom Kulakov no Pexels

No Comments

Post A Comment