Loader
CEO DO OBSERVATÓRIO ALERTA PARA EVITAR QUE CRIANÇAS SEJAM ESQUECIDAS DENTRO DOS AUTOMÓVEIS NO AUTOESPORTE
31382
post-template-default,single,single-post,postid-31382,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

CEO DO OBSERVATÓRIO ALERTA PARA EVITAR QUE CRIANÇAS SEJAM ESQUECIDAS DENTRO DOS AUTOMÓVEIS NO AUTOESPORTE

CEO DO OBSERVATÓRIO ALERTA PARA EVITAR QUE CRIANÇAS SEJAM ESQUECIDAS DENTRO DOS AUTOMÓVEIS NO AUTOESPORTE

Paulo Guimarães dá algumas dicas simples que podem ajudar a salvar a vida das crianças no dia a dia

Casos de crianças esquecidas dentro de automóveis além de trágicos, não são raros. Para falar sobre essas fatalidades e como evitá-las, o CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, foi consultado pela reportagem do Autoesporte.

Dados sobre o esquecimento de crianças em automóveis no Brasil ainda não foram divulgados – a mais recente aconteceu       em dezembro de 2022, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. No entanto, para se ter uma ideia da gravidade do assunto, mais de 900 crianças morreram nos Estados Unidos desde 1998 por terem ficado dentro de carros com temperaturas altas.

Além disso, em mais da metade desses casos, elas foram esquecidas por seus cuidadores. A Administração Nacional de Segurança Rodoviária dos EUA ainda estima que, em média, uma criança morre de insolação veicular a cada 10 dias.

De acordo com Paulo Guimarães, CEO do OBSERVATÓRIO, essas tragédias estão ligadas às temperaturas altas do interior dos carros.

“Deixar as crianças no carro acaba sendo prejudicial em função da temperatura interna dos veículos, que acaba gerando um sufocamento. Se o automóvel estiver totalmente isolado, e se for por um longo período de tempo, essa isolação térmica pode acabar sendo irreparável, principalmente com bebês recém-nascidos, que são ainda mais frágeis”, explicou.

Paulo Guimarães ainda destacou que há orientações mais simples para resolver esse problema, como a de criar estratégias para se forçar a ir ao banco traseiro.

“A forma mais prática de não esquecer é colocar junto da chave do carro ou dos pertences algo que te lembre a criança. Há também a opção de colocar a sua bolsa ou a sua mochila no banco de trás. Então toda vez que você for pegar a bolsa, vai ver a criança. São coisas simples, mas que podem ajudar a salvar a vida das crianças no dia a dia”, finalizou o CEO do OBSERVATÓRIO.

Leia a matéria completa: https://autoesporte.globo.com/servicos/noticia/2022/12/como-evitar-que-criancas-sejam-esquecidas-dentro-dos-carros.ghtml

Foto: Autoesporte/Divulgação

No Comments

Post A Comment