Matérias

2º Seminário Jurídico de Seguros em Brasília, tem como palestrante o OBSERVATÓRIO

Escrito por Portal ONSV

26 NOV 2019 - 09H00

O 2º Seminário Jurídico de Seguros, evento promovido pelo Instituto Justiça e Cidadania e pelo Superior Tribunal de Justiça com apoio da Confederação Nacional das Seguradoras, aconteceu no auditório externo do STJ (SAFS – Quadra 6, Lote 1, Trecho III), em Brasília (DF), na última quarta-feira (20/11), e contou com a participação do diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, José Aurelio Ramalho como um dos palestrantes e de Francisco Garonce, relações institucionais.

Com o objetivo de aprofundar o diálogo entre o poder judiciário, os operadores do Direito, do Seguro e os representantes, e aprimorar as relações com os consumidores, visando a redução da judicialização. Debateu-se temas como: o controle judicial dos atos administrativos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS); a prescrição dos contratos de seguros; o seguro de responsabilidade civil e a excludente por embriaguez; e o índice de reajuste da previdência complementar.

Durante a sua apresentação no painel II, moderada pelo ministro Raul Araújo Filho do STJ, sobre a Responsabilidade Civil e Excludente por embriaguez, Ramalho frisou: “Hoje, quando nós sofremos um acidente, você é levado para um hospital público, não adianta ter o melhor plano médico e puxar a carteirinha que você não vai para o seu plano médico, (...) uma pessoa que entra com trauma no hospital, envolve dois, três, quatro, cinco, dez médicos para atender aquele indivíduo”.

O diretor-presidente do OBSERVATÓRIO alerta: “A extinção do DPVAT traz um problema muito mais grave do que a indenização ao indivíduo, é o valor que hoje é destinado para o Ministério da Saúde, para ser utilizado nesse tipo de acabamento. Então, para nós, o motorista embriagado deve ser responsável por todos os custos oriundos do acidente causado”.

Ainda, segundo Ramalho: “A partir do momento que você sabe, e isso tem que ser amplamente trabalhado com a sociedade, ou seja, do risco que você terá, se cometer aquela infração, aquela ilegalidade, isso é muito importante, isso ajuda na educação e no disciplinamento da sociedade”, conforme adverte.

A mesa de abertura foi composta pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça e do conselho da Justiça Federal, ministro João Otávio de Noronha, corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, ministro do STJ e diretor a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrado (ENFAM), ministro Herman Benjamin, ministro do STJ e coordenador acadêmico do seminário, ministro Paulo Dias de Moura Ribeiro, presidente da Confederação Nacional das Seguradoras, Márcio Coriolano e o presidente do Instituto Justiça e Cidadania, Tiago Salles.

[vc_row css_animation="" row_type="row" use_row_as_full_screen_section="no" type="full_width" angled_section="no" text_align="left" background_image_as_pattern="without_pattern"][vc_column][vc_gallery interval="3" images="23357,23358,23359,23360,23361,23362,23363,23364,23365,23366,23367" img_size="full"][/vc_column][/vc_row]

Veja a participação do diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho:

https://youtu.be/UEmLxB7SSPs

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.