Matérias

Associação Paulista Viva utiliza materiais do Laço Amarelo em ações de conscientização e em suas redes sociais

Escrito por Portal ONSV

27 FEV 2020 - 10H56

Como Entidade Laço Amarelo do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, a Associação Paulista Viva contribui para a conscientização da sociedade para um trânsito mais seguro, através do apoio ao desenvolvimento de programas e projetos de educação para formar cidadãos e condutores com a percepção de risco que o trânsito apresenta.

Composta por um grupo de empresários preocupados em preservar a avenida mais famosa de São Paulo, a Associação Paulista Viva foi criada no final dos anos 1980, com o nome de Comissão Paulista Viva. Transformou-se mais tarde em Associação Paulista Viva, um movimento da sociedade civil determinado a trabalhar firme para melhorar a qualidade de vida da população que frequenta a avenida e suas redondezas, além de manter a Avenida Paulista como principal motivo de orgulho para os paulistanos.

A Associação Paulista Viva compartilha os materiais do Programa Laço Amarelo em seus canais, através de seus boletins informativos, fazendo a divulgação do conteúdo por meio de postagens das artes e vídeos produzidos pelo OBSERVATÓRIO, e engajando o público através das suas redes sociais (site/Instagram/Facebook).

O vice-presidente da Associação Paulista Viva, Antônio Carlos Franchini, falou sobre a participação no Programa Laço Amarelo e como utiliza os materiais desenvolvidos pelo OBSERVATÓRIO para promover a conscientização para um trânsito mais seguro, assim como, levar o tema da segurança viária para outros públicos.

“Nós somos parceiros do OBSERVATÓRIO de longa data, o trabalho que o Ramalho desenvolve certamente é um dos mais importantes trabalhos no que se refere à segurança viária pela qualidade técnica da informação, pelo excelente material de divulgação, pela preocupação da educação do trânsito e, na educação das pessoas no que se refere ao uso da bicicleta e a todos os aspectos de uma mobilidade urbana”, diz.

Segundo Antônio Carlos: “Nós, pela Paulista Viva, quando se discutia a questão por exemplo, das ciclovias, ciclofaixas, utilizamos muito o material que o OBSERVATÓRIO produziu, talvez um dos únicos materiais que nós tivemos conhecimento, pelo menos eu tive conhecimento”, e acrescenta: “onde explicava corretamente a forma de conduzir a bicicleta, da forma do motorista perceber o ciclista, como o pedestre também, em olhar e atender as questões de segurança referentes às ciclovias e ciclofaixas”, completa.

“A nossa participação, da Paulista Viva com o OBSERVATÓRIO tem acontecido de várias formas, nós já promovemos eventos juntos, todo o material que nos é encaminhado, é distribuído por toda a nossa rede e sempre que podemos, fazemos menção expressa de que o OBSERVATÓRIO é um dos mais importantes parceiros da Associação Paulista Viva. Como eu disse no início, é uma instituição consolidada, séria e que efetivamente, traz uma enorme contribuição para o tema da segurança urbana que vitimiza famílias e constrói um número vergonhoso de pessoas imobilizadas, acidentadas e óbitos também”, finaliza.

O Programa Laço Amarelo é uma forma de reconhecer boas ações e permitir que entidades, municípios e empresas colaborem ainda mais com projetos estruturados na busca por um trânsito mais seguro, junto ao seu público alvo, seguindo as normas determinadas pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Saiba mais: http://lacoamarelo.org.br/index.php/quero-aderir/

[vc_row css_animation="" row_type="row" use_row_as_full_screen_section="no" type="full_width" angled_section="no" text_align="left" background_image_as_pattern="without_pattern"][vc_column][vc_gallery interval="3" images="24024,24025,24026,24027,24028,24029" img_size="full"][/vc_column][/vc_row]

Cerca_de_62_pessoas_envilvidas_em_sinistros_de_transito_no_rio_de_janeiro_em_2023
Observadores Certificados

Cerca de 62 pessoas envolvidas em sinistros de trânsito por dia no Rio de Janeiro em 2023

O telejornal Bom Dia Alerj da TV Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), de hoje (21), apresentou uma reportagem sobre violência no trânsito nos grandes centros urbanos e destacou uma pesquisa que classifica o estado do Rio de Janeiro entre os três com os motoristas mais rudes do Brasil. O especialista em Gestão e Direito de Trânsito e Observador Certificado, Maicon de Paula, foi consultado e defendeu a Educação para o Trânsito como instrumento para diminuir a violência no trânsito.

Regiao_do_grande_abc_registra_mes_de_maio_mais_letal_desde_2015
Observadores Certificados

Região do Grande ABC registra o mês de maio mais letal no trânsito desde 2015

A edição de ontem (20), do Diário do Grande ABC, em São Paulo, destacou que apesar do mês de maio ser marcado como uma época de conscientização para a segurança no trânsito, a Região do Grande ABC registrou o mais letal no trânsito desde 2015. O Observador Certificado Regis Frigeri foi consultado pela reportagem para falar sobre a eficácia das campanhas anuais de conscientização promovidas pelo Maio Amarelo diante do aumento de sinistros de trânsito.

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.