Matérias

Cuidados podem garantir retorno seguro após dia de trabalho

Escrito por Portal ONSV

03 OUT 2016 - 13H42

ONSV enumera dicas de segurança tanto para condutores de veículos quanto para pedestres

Depois de um dia de trabalho, de uma jornada nos estudos, ou do cumprimento de uma série de outros tipos de compromissos, tudo o que se quer é estar logo em casa para o merecido descanso. E em nome dele, por vezes, atitudes que podem inclusive impedir a concretização chegada esperada são tomadas no trânsito.

É certo que enfrentar congestionamentos faz parte do dia a dia dos moradores das grandes cidades. Então, se o problema é comum e não há a possibilidade de eliminá-lo, a melhor saída para quem está ao volante é: fique calmo. Irritar-se não vai diminuir o congestionamento.

Do mesmo modo, orienta o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária - ONSV, a gentileza pode garantir com maior tranquilidade a chegada para o descanso em casa. Permita, por exemplo, que algum outro condutor que estiver sinalizando interesse em ultrapassá-lo realize a manobra. Se você cometer algum erro, desculpe-se. Nada é mais importante do que a gentileza e a tranquilidade para que se realize uma condução segura.

Respeite também as faixas de pedestres já que muitos deles, certamente, anseiam chegar em casa depois de um dia de trabalho tanto quanto você. Da mesma forma, respeite os semáforos e as leis de trânsito em geral. Evite discutir ao volante ou aceitar provocações de outros motoristas. Se for possível, evite os congestionamentos e o trânsito pesado saindo de seu trabalho um pouco antes, ou depois, do horário de maior movimento.

Se existem regras para os condutores de veículos, elas existem também para os pedestres. Estar atento ao redor é uma delas. Fazer travessias nos locais indicados pela sinalização viária – como as faixas de segurança – é outra. Se onde estiver não existir faixa, evite atravessar em curvas ou esquinas, onde a possibilidade de não ser visto por condutores de veículos é maior nesses pontos.

Os pedestres devem caminhar sempre pelas calçadas. A regra ‘fazer ser visto’ é válida também para os pedestres, que devem estar sempre atentos sem, por exemplo, fones de ouvido para manter a audição liberada. Esqueça o celular também se estiver ao volante ou até mesmo transitando a pé. Pedestres devem, ainda, estar atentos aos semáforos ao passarem por garagens com saídas de veículos. Outra dica é: sempre que for atravessar uma via nunca saia detrás de ônibus, caminhões, postes ou outros objetos que possam impedir sua visualização por parte dos motoristas.

Cerca_de_62_pessoas_envilvidas_em_sinistros_de_transito_no_rio_de_janeiro_em_2023
Observadores Certificados

Cerca de 62 pessoas envolvidas em sinistros de trânsito por dia no Rio de Janeiro em 2023

O telejornal Bom Dia Alerj da TV Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), de hoje (21), apresentou uma reportagem sobre violência no trânsito nos grandes centros urbanos e destacou uma pesquisa que classifica o estado do Rio de Janeiro entre os três com os motoristas mais rudes do Brasil. O especialista em Gestão e Direito de Trânsito e Observador Certificado, Maicon de Paula, foi consultado e defendeu a Educação para o Trânsito como instrumento para diminuir a violência no trânsito.

Regiao_do_grande_abc_registra_mes_de_maio_mais_letal_desde_2015
Observadores Certificados

Região do Grande ABC registra o mês de maio mais letal no trânsito desde 2015

A edição de ontem (20), do Diário do Grande ABC, em São Paulo, destacou que apesar do mês de maio ser marcado como uma época de conscientização para a segurança no trânsito, a Região do Grande ABC registrou o mais letal no trânsito desde 2015. O Observador Certificado Regis Frigeri foi consultado pela reportagem para falar sobre a eficácia das campanhas anuais de conscientização promovidas pelo Maio Amarelo diante do aumento de sinistros de trânsito.

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.