Matérias

OBSERVATÓRIO CONVOCA TODA A SOCIEDADE PARA APOIAR PL DE REDUÇÃO DE MORTES NO TRÂNSITO

Assine a petição por um trânsito mais seguro e ajude a salvar vidas

Escrito por Portal ONSV

18 JUL 2023 - 14H08

Entre 2011 e 2020, mais de 382 mil brasileiros tiveram suas vidas interrompidas no trânsito, a maior causa de morte de crianças e adolescentes de 1 a 14 anos segundo estatísticas do Ministério da Saúde. O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária apoia o PL (Projeto de Lei) 2789/2023 e este abaixo-assinado é para que toda a população brasileira possa também demonstrar o seu apoio e reivindicar cidades mais humanas e seguras para todas as pessoas.

Dados de 2019 do Observatório Global de Saúde, da OMS (Organização Mundial da Saúde), posicionaram o Brasil em 98° lugar no quesito segurança viária em um ranking com 183 países. Somos o terceiro país com mais mortes no trânsito em todo o mundo.

De acordo com o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a violência no trânsito custou R$ 1,5 trilhão aos cofres públicos entre os anos de 2007 e 2018, o equivalente a R$ 50 bilhões de reais ao ano. A violência no trânsito além de matar diariamente, é onerosa aos cofres públicos.

Diante de todos esses dados, o momento pede que a Câmara dos Deputados cumpra com o seu papel para tornar nosso trânsito mais seguro ao aprovar o projeto de lei 2789/2023. Ima iniciativa da sociedade civil organizada que foi protocolado pelo Dep. Jilmar Tatto (PT-SP) com co-autores de diferentes partidos e regiões nacionais: Dep. Paulo Foletto (PSB/ES); Dep. Pedro Uczai (PT/SC); Dep. Juninho do Pneu (UNIÃO/RJ); Dep. Raimundo Santos (PSD/PA); Dep. Sâmia Bomfim (PSOL/SP); Dep. Silvia Cristina (PL/RO); Dep. Duda Salabert (PDT/MG).

Em seu texto, há duas propostas de alteração no Código de Trânsito Brasileiro que são fundamentais para reduzirmos o número de mortos e feridos nas ruas de nossas cidades:

  1. Em vez de permitir velocidades de 60 km/h em avenidas, o PL segue a recomendação da OMS de fixá-las em 50 km/h. Estudos indicam que a economia de tempo com o excesso de velocidade é irrisória;
  2. Ele também cria a possibilidade de que a fiscalização de velocidades seja feita a partir da medição de tempo de deslocamento entre dois pontos, ou seja, pela velocidade média desenvolvida pelo veículo. Isso reduz o comportamento de risco de acelerar entre os dispositivos de prevenção de acidentes.

Para assinar a petição, clique aqui.

Clique aqui e conheça as organizações que já apoiam o PL e lutam por um trânsito mais seguro e cidades mais humanas.

Para ler o texto na íntegra e acompanhar a tramitação do projeto de lei, acesse este link.

Assine a petição, divulgue e ajude a salvar vidas!

Mortes_no_transito_crescem_na_ultima_decada_pesquisa_fapesp
Entrevista

MORTES NO TRÂNSITO CRESCEM 13,5% NA ÚLTIMA DÉCADA; OBSERVATÓRIO E UFPR COMENTAM DADOS À REVISTA FAPESP

A edição de outubro da revista Pesquisa Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), única revista jornalística especializada em cobrir a produção científica e tecnológica do Brasil, destacou o aumento de 13,5% em mortes no trânsito na última década no Brasil. O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e a UFPR (Universidade Federal do Paraná) foram consultados pela reportagem para avaliar os possíveis motivos desse aumento.

Imprudencia_no_transito_al_tv
Observadores Certificados

IMPRUDÊNCIA NO TRÂNSITO E TRAVESSIA INDEVIDA EM LINHA FÉRREA É DESTAQUE DO AL TV 1 EDIÇÃO

A imprudência dos motoristas continua sendo a principal causa para os sinistros de trânsito no Brasil, são cerca de 40 mil vítimas por ano. O instrutor e Observador Certificado, Walter Lima, falou sobre maneiras de evitar envolvimento em ocorrências de trânsito durante o AL TV 1ª Edição, da TV Gazeta de Alagoas, afiliada à TV Globo naquele estado.

Observador_certificado_mobilidade_urbana_recife_radio_jornal
Observadores Certificados

OBSERVADOR CERTIFICADO FALA SOBRE MELHORIA DE TRÁFEGO E MOBILIDADE COM INAUGURAÇÃO DE PONTE EM RECIFE/PE

Programada para ser inaugurada no primeiro semestre de 2024 pela prefeitura de Recife, no estado de Pernambuco, a ponte Engenheiro Jaime Gusmão, popularmente conhecida como ponte Iputinga-Monteiro, deve encurtar o percurso entre as zonas Norte e Oeste da capital pernambucana. O Observador Certificado e especialista em mobilidade urbana e fiscalização de trânsito, Emanoel Silva, falou recentemente sobre a importância dessa obra na Rádio Jornal, para a melhoria do tráfego na cidade.

Boleto