Matérias

Valorização da Lei Seca e sua importância na redução de acidentes

Escrito por Portal ONSV

03 FEV 2020 - 09H00

Vamos imaginar a cena: você sai de uma festa tarde da noite dirigindo seu carro depois de passar horas muito felizes na companhia de amigos ou familiares e logo à frente vê de longe uma blitz. A operação está exatamente no seu caminho e você não terá como chegar ao destino, sem passar por ela. Porém você sabe que, nas últimas horas, o que mais fez foi ingerir bebidas alcoólicas.

Num primeiro momento, o que lhe vem à cabeça é a multa, mas você já parou para pensar que as consequências do ato de beber e dirigir podem ser muito maiores do que uma quantia em dinheiro?

Para preservar a segurança de todos que transitam pelas cidades e evitar mortes em decorrência de acidentes, em 2012 foi aprovada a Lei Seca. Graças a ela, o comportamento de milhares de motoristas e motociclistas no Brasil vem mudando e a cena descrita acima é cada vez mais rara. Hoje, com a tolerância zero para o consumo de álcool para quem conduz um veículo, é cada vez menor o número de condutores bêbados flagrados. Em locais onde a fiscalização é escassa, isso ainda é comum de acontecer.

Ao longo desses últimos anos é impossível calcular a contribuição da Lei Seca para a segurança viária no Brasil. Também não conseguimos dizer quantas vidas foram salvas devido à realização das blitzes pelas ruas e estradas. O que sabemos é que muitos condutores mudaram seus hábitos de beber, conscientes dos riscos e certamente você conhece uma pessoa ou mais que hoje não dirige se bebeu álcool.

Todo condutor, depois da obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), tem consciência de que, não é seguro dirigir ou pilotar – aliás, nem caminhar ou pedalar -, caso tenha ingerido álcool. Portanto, quando há um flagrante de desrespeito à lei é necessária a punição, pois, as consequências desse ato são gravíssimas e, muitas das vezes, irreversíveis.

Muitos amigos ou familiares repetiram a cena do início do texto no último final de ano, durante as festas de confraternizações ou mesmo no Natal ou réveillon. E nesse mês, tem carnaval e essa situação poderá se repetir para muitos condutores. O que fazer então?

O Programa Laço Amarelo lembra nesse mês, da importância da Lei Seca pois, enquanto um motorista insistir em beber e dirigir, ninguém está protegido.

E, durante a festa de carnaval, escolha se divertir em segurança. Se for beber, deixe o carro em casa. No trânsito, o sentido é a vida!

Imagem de Steve Buissinne por Pixabay 

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Observador_certificado_nomeado_secretario_municipal_mobilidade_urbana_paco_lumiar_ma
Observadores Certificados

Observador Certificado é nomeado secretário Municipal de Mobilidade Urbana do município de Paço do Lumiar/MA

A edição de 03 de junho, do Diário Oficial de Paço Lumiar, no Maranhão, publicou o decreto a nomeação do Observador Certificado Fábio Fernandes Alves para o cargo de secretário municipal de Mobilidade Urbana do município. Essa nomeação auxiliará na implementação e desenvolvimento de ações de segurança viária e mobilidade em Paço Lumiar, Região Metropolitana de São Luís.

Observador_Certificado_ministra_palestra_em_workshop_do_ministerio_publico_minas_gerais
Observadores Certificados

Observador Certificado ministra palestra em workshop realizado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG), uma Entidade Laço Amarelo, por meio de sua Diretoria de Gestão de Frota (DGET), realizou no final do mês de maio o Seminário “Transportando Vidas no Maio Amarelo”. O evento que ocorreu no Salão Vermelho do MPMG, em Belo Horizonte, contou com a participação do Observador Certificado e representante do Movimento Maio Amarelo em Minas Gerais, Alexander Magalhães.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.