Loader
Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias que perdoam mostra dificuldades para garantir segurança das pessoas
22697
post-template-default,single,single-post,postid-22697,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias que perdoam mostra dificuldades para garantir segurança das pessoas

Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias que perdoam mostra dificuldades para garantir segurança das pessoas

Durante a segunda edição do Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias que perdoam, realizado no dia 12 de setembro, no auditório do Instituto Serzedello Corrêa, em Brasília (DF), pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, convidados de todo o Brasil foram ouvidos e puderam se posicionar sobre as dificuldades encontradas no cenário atual das vias e rodovias brasileiras com o viés da segurança viária, promovendo ampla discussão entre os representantes dos setores públicos e privados responsáveis por concessão, projeto, financiamento, auditoria, usuários e fiscalização.

Para a segunda edição do Seminário, o OBSERVATÓRIO contou com os seguintes apoiadores:  Abeetrans – Associação Brasileira Das Empresas De Engenharia De Trânsito, Absev – Associação Brasileira De Segurança Viária, Sindseg-SP – Sindicato Das Empresas De Seguros E Resseguros Do Estado De São Paulo  e a empresa Zip-Pole.  Foram apoiadores institucionais a ABDER, a ABNT, a Abramet, a ANTT, a Artesp, a CNTA, a Fenive, o Denatran, o Ministério da Infraestrutura, o Ministério Da Saúde,  a NTU, a Polícia Rodoviária Federal e a Sbait.

O seminário é um desdobramento do projeto urbanidade, realizado pelo OBSERVATÓRIO e parceiros entre 2015 e 2017 e propõe ações para que o brasil cumpra as metas da década de ação para a segurança no trânsito 2011-2020.

Ao longo da última década, o OBSERVATÓRIO tem direcionado os estudos em três fatores para contribuir com a conquista da nossa segurança viária. São eles: o fator humano, o fator veicular e o fator via, reforçando que o erro humano é responsável por 90% dos acidentes de trânsito no mundo. Dentro do fator humano, a contribuição do OBSERVATÓRIO se deu em três frentes ao longo dos últimos anos: na elaboração do conteúdo da educação para o trânsito para o ensino fundamental, entregue gratuitamente ao Ministério da Educação em 2017; o novo processo de formação de condutores, construído juntamente com vários parceiros e entregue ao Denatran, o que resultou numa nova resolução sobre o tema.

Agora, do OBSERVATÓRIO é abrir espaço para tecnologias relacionadas a vias e rodovias que tornam o ir e vir da sociedade, em seus mais variados modais, mais seguro e, principalmente, que permitam que os envolvidos em acidentes de trânsito tenham maior possibilidade de sobrevivência com menor sequela possível.

Todos os resultados das discussões serão condensados para o desenvolvimento de um book que trará propostas de políticas públicas, sociais e fiscais para que a Mobilidade Humana, Segura e Sustentável se tornem realidade no Brasil.

No Comments

Post A Comment