OBSERVATÓRIO | 1º Seminário de Segurança Viária e Integração de Órgãos Gestores tem programação definida
18786
post-template-default,single,single-post,postid-18786,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

1º Seminário de Segurança Viária e Integração de Órgãos Gestores tem programação definida

1º Seminário de Segurança Viária e Integração de Órgãos Gestores tem programação definida

Encontro acontece dia 29 de maio em Paulínia (SP)

No dia 29 de maio, das 9h às 17h, Paulínia (SP) recebe o 1º Seminário de Segurança Viária e Integração de Órgãos Gestores. O encontro, realizado pela Prefeitura de Paulínia, em parceria com o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e a MD Consultoria, irá discutir de maneira prática e eficiente todas as vertentes que influenciam a gestão pública e a necessidade de uma maior integração entre as esferas Federal, Estadual e Municipal para a gestão de trânsito.

O seminário acontecerá na Câmara de Paulínia e as inscrições podem ser feitas em: https://goo.gl/forms/V9ViFdDEl5pMGvCP2.

A programação do evento já está definida e após cada exposição os participantes terão possibilidade de fazer perguntas aos palestrantes. Confira os temas que serão abordados.

Programação do evento

8h30    – Welcome coffee e inscrições

9h30    – Abertura oficial

10h15Os impactos dos acidentes de trânsitos nos gastos municipais

José Aurelio Ramalho – Observatório Nacional de Segurança Viária

Gustavo Fraga – SBAIT (Soc. Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado e Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)

10h50 – Coffee Break

11h35A importância da municipalização

    • Mediador: José Aurelio Ramalho
    • Engenharia – Eng°. Rui Voldinei Pires
    • Educação – Roberta Mantovani
    • Fiscalização – Renato Campestrini

 

12h40 Ferramentas e suporte técnico e administrativo aos municípios

    • Mediador: José A. Ramalho
    • Marcius Davila – MD Consultoria

 

14h15 – Almoço

15h00 Integração dos órgãos de trânsito e de segurança como forma de gestão compartilhada nos Estados e Municípios

    • Mediador: José Aurelio Ramalho
    • Representante EMDEC (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas)
    • Coronel Marcelo Hosé Rabello Vianna – CPTRAN (Comando de Policiamento de Trânsito de São Paulo)
    • Comandante Márcio Frizarin – Guarda Municipal de Campinas

 

15h35 – Coffee break

16h20Municipalização do trânsito – desafios e oportunidades   

    • Paulo Guimarães (Sec. de Mobilidade Urbana de São José dos Campos)
    • Frederico Pierotti Arantes – CETRAN (Conselho Municipal de Trânsito de São Paulo)

 

17h00 – Encerramento e considerações finais

Mais de 48 prefeituras já estão inscritas

 O evento conta com o apoio da Frente Parlamentar das Guardas Municipais. Já confirmaram presença a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) do Rio de Janeiro e de São Paulo, Secretaria de Mobilidade e Transporte de São Paulo, Instituto Tecmeio, Secretaria de Planejamento de Minas Gerais, os Detrans de Mato Grosso do Sul e de São Paulo, além de representantes de Sergipe, Espírito Santo, São Paulo, do Programa Trânsito Seguro e de empresas como Lindsay, da Empresa de Planejamento e Logística do Governo Federal, Fabet (Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte), Observatório de Segurança Viária de Guarulhos, Conselho Municipal de Trânsito e Transporte de Campinas, Polícia Militar de São Paulo, Associação de Examinadores de Trânsito, Centros de Formação de Condutores (CFC’s), entre outros.

As diretrizes do evento são: avançar na construção conceitual de um enfoque sustentável de desenvolvimento de políticas públicas de mobilidade urbana como fator de segurança viária nas cidades; contribuir com o conhecimento de boas práticas exitosas e “cases” de sucesso no desenvolvimento e gestão compartilhada de segurança pública e mobilidade urbana; identificar e fornecer recomendações e subsídios capazes de incentivar a integração de políticas públicas de segurança pública nas ações de fiscalização e operações de trânsito; divulgar e capacitar em métodos e instrumentos desenvolvidos para o fortalecimento de práticas de ações integradas de prevenção de acidentes de trânsitos e utilização de tecnologias como forma de fiscalização e gestão de cidades inteligentes; contribuir para o fortalecimento de redes de intercâmbio e solidariedade na região entre atores urbanos comprometidos com a promoção do trânsito seguro, através de instrumentos de captação de dados estatísticos de forma a construir juntos campanhas educativas com a finalidade de reduzir gastos públicos com os custos dos acidentes de trânsito; discutir sobre a ampliação e incorporação dos munícipios ao Sistema Nacional de Trânsito, como forma de desenvolver uma troca permanente de experiências e institucionalizar encontros municipais para efeitos de intercâmbios futuros.

Sem comentários

Escreva um comentário