OBSERVATÓRIO | Alinhamento: intervenção simples que pode garantir segurança e economia
8217
post-template-default,single,single-post,postid-8217,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Alinhamento: intervenção simples que pode garantir segurança e economia

Alinhamento: intervenção simples que pode garantir segurança e economia

É aconselhável alinhar seu veículo em toda revisão indicada pelo fabricante ou, pelo menos, a cada 7 mil quilômetros rodados

Em tempos de país em depressão, qualquer atitude que garanta tanto a segurança de seu veículo quanto a economia de recursos é sempre bem vinda. E quando combinadas em uma simples medida, é ainda melhor. Uma das intervenções que garante as duas vantagens em pouco tempo é o alinhamento do veículo.

Se ignorado, ou mal feito, pode causar avarias, prejudicando o equilíbrio, a segurança e a rodagem do veículo. Portanto, é bom estar atento e não negligenciar o alinhamento. Os tipos de desalinhamento são definidos como: divergência ou convergência, que nada mais é do que inclinação positiva ou negativa dos pneus no eixo horizontal; câmber: inclinação positiva ou negativa dos pneus no eixo vertical e cáster: inclinação do pino mestre em relação à suspensão.

Na maioria dos veículos o alinhamento é projetado para reduzir o desgaste ao mínimo e para aumentar ao máximo o conforto do condutor. Para melhorar o desempenho do veículo pode-se ajustar o alinhamento dos pneus. É importante saber que não existe nenhuma exigência universal para o alinhamento, uma vez que carros diferentes possuem necessidades diversas.

Notar que está na hora de alinhar seu veículo não demanda conhecimentos complexos. Se ao dirigir em uma linha reta você soltar o volante sutilmente e o veículo ‘puxar’ para um lado, esteja certo de que está na hora de leva-lo para o alinhamento, que ajusta os ângulos das rodas deixando-as alinhadas, perpendiculares ao solo e paralelas entre si. Desse modo, a direção do veículo não sofrerá alteração.

Alinhar o veículo periodicamente garante:

. Maior economia, pois evita a troca constante dos pneus.

. Economia de combustível, porque previne o aumento do atrito entre o pneu e o solo.

. Pevine o deslocamento exagerado do veículo, o que pode prejudicar sua segurança.

. Mais leveza à direção do carro, devido à menor resistência dos rolamentos.

É aconselhável que seu veículo seja levado para alinhamento em toda revisão indicada pelo fabricante ou, pelo menos, a cada 7 mil quilômetros rodados; caso perceba algo errado após fortes impactos contra pedras, guias ou buracos; sempre que perceber algum comportamento estranho na direção, por exemplo, quando o volante tende a ir para um lado; sempre que um elemento na suspensão ou direção for substituído; quando desgastes irregulares nos pneus forem detectados; e sempre que os pneus forem substituídos.

Sem comentários

Escreva um comentário