OBSERVATÓRIO | Jornal NSC Total faz reportagem sobre desafios da bicicleta na mobilidade urbana
20091
post-template-default,single,single-post,postid-20091,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Jornal NSC Total faz reportagem sobre desafios da bicicleta na mobilidade urbana

Jornal NSC Total faz reportagem sobre desafios da bicicleta na mobilidade urbana

O Jornal NSC divulgou informações que demonstram o quanto pedalar no Brasil é difícil. De acordo com a reportagem assinada pela jornalista Larissa Neumann, o desafio não está somente no condicionamento e destreza que a bicicleta exige. A complexidade mora no pouco investimento e manutenção de ciclovias. A falta de segurança é outro motivo de desistência para aqueles que, por lazer ou necessidade, escolhem a “magrela” como meio de transporte.

O comprometimento do poder público em dar as mínimas condições para que o ciclismo evolua é ínfimo. Dados do IBGE coletados ano passado são a prova disso. Apenas 14 em cada 100 municípios no país possuem ciclovias. A parcela de cidades que oferecem bicicletários públicos é mais insignificante: cinco em cada 100.

Em território nacional, São Paulo (capital) ainda desponta como referência no incentivo do uso de bicicletas. Calcula-se que os paulistanos têm à disposição 498,3 quilômetros de malha cicloviária, a mais extensa entre as outras 25 capitais e o Distrito Federal. É pouco se comparado aos 35 mil quilômetros de malha viária pavimentada na cidade.

Leia a matéria completa clicando aqui.

1Comentário
  • BENEDITO LUIS DE FRANÇA
    Postado às 12:04h, 03 dezembro Responder

    Prezado Leonardo Keiji,

    Bom dia!

    Realmente, temos que avançar no modal CICLOVIÁRIO, pois a MOBILIDADE URBANA, também passa pelo uso de BICICLETAS como meio de transportes que é, por sinal, um modal que favorece a saúde, ao meio ambiente, e a MOBILIDADE URBANA propriamente dita, além de ser um modal muito, mais muito mais econômico.
    O incentivo para a construção de CICLOVIAS E CICLOFAIXAS tem que ser total.

    10 motivos para o uso da BICICLETA:

    1. A obesidade e controle de peso;
    2. Previne doenças cardiovasculares;
    3. Reduz a possibilidade de câncer;
    4. Reduz a possibilidade de diabetes;
    5. Auxilia na recuperação de lesões ósseas e atrite;
    6. Mente saudável junto com um corpo saudável;
    7. Melhoria da função muscular – Tônus muscular;
    8. Constrói Estamina;
    9. Melhora a coordenação motora;
    10. Sem alto investimento.

    Fonte: https://www.mundoboaforma.com.br/10-beneficios-de-andar-de-bicicleta-para-boa-forma-e-saude/

    Saudações de Paz no Trânsito!

    ENGº. BENEDITO LUIS DE FRANÇA
    Belém/PA
    (91) 3250-2620

Escreva um comentário