OBSERVATÓRIO | Lançado Maio Amarelo no Paço Municipal, em Campinas
5713
post-template-default,single,single-post,postid-5713,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Lançado Maio Amarelo no Paço Municipal, em Campinas

Lançado Maio Amarelo no Paço Municipal, em Campinas

Representantes da Rádio CBN/Globo, do OBSERVATÓRIO, da EMDEC, Secretaria de Saúde e Câmara Municipal, participaram da abertura oficial da mobilização, na cidade.

onsv

Aproximadamente 100 pessoas acompanharam a abertura oficial do Movimento Maio Amarelo em Campinas, no paço municipal, região central, nesta terça, dia 3 de maio.

A mobilização na cidade foi coordenada pela Rádio CBN/Globo, OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e EMDEC – Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas.

Participaram da mesa de lançamento, o diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho; o diretor de jornalismo da Rádio CBN, Marco Massiareli; o secretário de transportes, José Carlos Barreiro; os vereadores Vinicius Gratti e pastor Elias Azevedo, representando a Câmara de Vereadores; e o médico Edson Martins da Silveira, representando a Secretaria de Saúde.

Na abertura do evento, o OBSERVATÓRIO entregou uma certificação do Movimento Maio Amarelo ao secretário Barreiro e ao diretor da CBN, Marco Massiareli pelo apoio e envolvimento com a mobilização em Campinas.

Barreiro destacou a necessidade da sociedade estar mais atenta ao trânsito. “É isso que o Maio Amarelo propõe, atenção de todos a posturas básicas no trânsito, mas que fazem toda a diferença para evitar acidentes e mortes”.

O secretário ressaltou ainda que apesar das metas da Década de Ação para a Segurança no Trânsito – propostas pela ONU/OMS, lamentavelmente o Brasil não tem conseguido reduzir a violência nas vias; mas que Campinas, apesar de não ter motivos para comemoração, tem apresentado uma tendência de redução dessa violência.

O representante da Secretaria de Saúde, Edson Martins Silveira, lembrou que a área da saúde recebe as vítimas da violência no trânsito e precisa dar respostas a este público, tanto à vítima no momento do acidente quanto depois em seus tratamentos, consequência dos acidentes. “Precisamos estar engajados a reduzir esses números e conscientizar a sociedade para frear esse epidemia”.

O presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurélio Ramalho, parabenizou a EMDEC por ter se envolvido com o Maio Amarelo desde o seu surgimento. Lembrou a importância da redução da velocidade, que a cidade de Campinas vem imprimindo e até propôs que o município promova uma grande campanha de respeito a faixa de pedestre, citando exemplos como o da cidade de Caraguatatuba.

Marco Massiareli, da Rádio CBN, disse que a Rádio tem como carro-chefe o trânsito e, por isso, se engajou logo no primeiro convite com o Movimento Maio Amarelo, pois sempre trabalhou por um trânsito mais seguro para Campinas e região.

Já o vereador Vinicius Gratti abordou, na sua intervenção, a questão do peso dos acidentes tanto para as vítimas, quanto para quem causa essa violência e lembrou que atitudes simples como não usar o celular na direção podem evitar acidentes.

Estúdio Móvel – enquanto era realizada a abertura do Maio Amarelo no Salão Vermelho, o estúdio da CBN Campinas, instalado no Paço Municipal, realizava entrevistas com representantes do Movimento e da EMDEC para divulgar para toda a cidade e região informações sobre a mobilização.

Além dessa iniciativa, educadores da EMDEC abordavam o público que circulava no Paço, distribuindo materiais educativos.

Fechando a programação do período da manhã, o piloto de testes do Programa Auto Esporte, César Urnhani, também colunista da Rádio CBN, ministrou palestra sobre segurança, no Salão Vermelho. A matéria está publicada neste site.

Sem comentários

Escreva um comentário