OBSERVATÓRIO | Má formação do condutor é entrave para a conscientização do trânsito
22399
post-template-default,single,single-post,postid-22399,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Má formação do condutor é entrave para a conscientização do trânsito

Má formação do condutor é entrave para a conscientização do trânsito

Em entrevista ao Sindseg-SP, o diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV), José Aurelio Ramalho, comentou o trabalho de conscientização desenvolvido, e em constante aperfeiçoamento, para que a sociedade possa adotar atitudes mais seguras no trânsito. Para Ramalho, apesar dos números alarmantes e dos constantes avanços, a resposta mais rápida e melhor viria com uma boa formação dos condutores.

“No ano de 2017, último dado oficial divulgado pelo DATASUS, foram mais de 35 mil mortes por acidentes de trânsito. Trata-se de um número alarmante. Os avanços acontecem sim, mas poderiam acontecer de forma mais abrangente e rápida se avançássemos em questões como a melhor formação do condutor, o investimento em educação para o trânsito dentro das escolas e medidas fiscalizatórias mais eficientes”, diz Ramalho.

Sobre a educação no trânsito, Ramalho comenta sobre um dos principais projetos para essa questão: “Um dos principais projetos do OBSERVATÓRIO é colocar o Programa EDUCA na grade curricular do ensino fundamental. Disponível na plataforma do Ministério da Educação (MEC), o conteúdo do Programa Educa, desenvolvido pelo ONSV, contempla o Ensino Fundamental I e II e está disponível para download”.

Leia a entrevista completa em: http://www.sindsegsp.org.br/site/conversa-com-executivos.aspx?id=67

Sem comentários

Escreva um comentário