OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO avalia o impacto das mudanças nas leis de trânsito pretendidas pelo Governo Federal em entrevista para a rádio TCE-RS
22363
post-template-default,single,single-post,postid-22363,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO avalia o impacto das mudanças nas leis de trânsito pretendidas pelo Governo Federal em entrevista para a rádio TCE-RS

OBSERVATÓRIO avalia o impacto das mudanças nas leis de trânsito pretendidas pelo Governo Federal em entrevista para a rádio TCE-RS

Em entrevista para a web rádio do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, o gerente técnico do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Renato Campestrini, comentou sobre as mudanças nas leis de trânsito propostas pelo Governo Federal, além dos possíveis impactos para o trânsito e a sociedade.

“O trânsito brasileiro é um daqueles que mais matam no mundo. Hoje nós temos um sistema bem elaborado de fiscalização. O objetivo não é que o condutor acumule pontos, mas sim, que ele permaneça, a maior parte do tempo, com o prontuário zerado. Sem nenhum tipo de infração de trânsito”, comenta Campestrini.

E acrescenta: “quando a gente dobra a pontuação, a gente está sendo mais permissivo com condutas que podem resultar claramente em acidentes. Nessa ótica é muito ruim para a segurança viária”.

Questionado sobre como as mortes de trânsito afetam os serviços de saúde, Campestrini explica: “70% dos leitos hospitalares do país chegam a estar ocupados por vítimas de acidentes de trânsito. Os últimos dados do Datasus apontam um número maior do que muita população de cidades brasileiras”, explica.

Ouça a entrevista completa em: http://radio.tce.rs.gov.br/2019/07/29/medidas-do-governo-podem-agravar-mortes-por-acidente-de-transito/

Sem comentários

Escreva um comentário