OBSERVATÓRIO | Saiba mais sobre as luzes do seu veículo. E fique atento!
4944
post-template-default,single,single-post,postid-4944,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Saiba mais sobre as luzes do seu veículo. E fique atento!

Saiba mais sobre as luzes do seu veículo. E fique atento!

As luzes do seu veículo são fundamentais para a segurança no trânsito, pois além de garantir a visibilidade no trajeto e tornarem o carro visível aos demais condutores ainda têm a função de comunicar intenções e servir de alerta para situações de emergência.

O uso adequado de cada uma das luzes de acordo com a situação é imprescindível e lembrar da manutenção dessas ferramentas antes que elas apresentem problemas é uma atitude preventiva.

Pelo uso automatizado e corriqueiro das luzes, os condutores mal param para pensar sobre o tema. Por exemplo, você sabe por que as luzes apresentam cores diferenciadas?

A título de esclarecimento, as luzes brancas estão sempre na parte dianteira dos veículos (exceto a luz de ré) e as vermelhas estão na parte traseira. Essa distinção serve para que os usuários da via saibam para qual direção o veículo está trafegando.

Já as luzes amarelas são as luzes de alerta e servem para chamar a atenção para situações especiais.

O uso das luzes dos veículos é regulamentado pelo artigo 40 do Código de Trânsito Brasileiro, que determina que o condutor deverá manter aceso os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante à noite e durante condições adversas, como neblina, chuva e fumaça, nos túneis.

Além disso, o condutor deverá utilizar a luz alta em vias sem iluminação pública, exceto quando cruzar com outros veículos ou quando estiver atrás de outro veículo. Não use farol alto nas situações adversas citadas acima.

Nas rodovias, apesar de não ser obrigatório, recomenda-se a utilização dos faróis mesmo durante o dia para aumentar a percepção e a atenção dos condutores. Para motos e ônibus urbanos, trafegar com farol aceso durante o dia é regra.

Os faróis também são ferramentas de comunicação entre condutores. Alternar entre a luz baixa e a alta representa que há uma situação de emergência na pista, e também pode ser usado para solicitar uma ultrapassagem. Mas faça isso apenas por curtos períodos de tempo.

Os veículos também possuem luzes específicas para condições adversas de visibilidade que são os faróis de neblina e a lanterna de neblina traseira. Esses itens têm como objetivo espalhar a luz na pista aumentando a visibilidade para o condutor e também de seu veículo para outros condutores. Eles devem ser usados em situações de neblina, chuva forte, fumaça e nuvens de poeira.

As luzes de posicionamento, conhecidas como lanternas, devem ser usadas em situações de embarque, desembarque, carga e descarga, para indicar a posição e a largura do veículo. Um erro comum é utilizar a luz da lanterna ao invés do farol baixo, já que a lanterna não é tão precisa quanto o farol, e não permitir que os outros usuários da via tenham uma noção da velocidade que o seu veículo se movimenta.

As luzes de alerta, como o próprio nome sugere, informam aos demais usuários da via de que alguma situação exige atenção. Elas são a seta e o pisca-alerta.

A seta deve ser ativada para alertar aos outros condutores uma intenção de manobra, mudança de faixa ou até mesmo para solicitar uma ultrapassagem, indicando a direção que você vai tomar.

O pisca-alerta deve ser usado apenas quando o veículo está parado em uma situação de emergência ou para indicar que o carro está estacionado por um período curto de tempo quando a sinalização de estacionamento assim o exigir.

Por fim, não podemos nos esquecer das luzes de ré e de freio, que são difíceis de verificar quando se está sozinho. A dica é você estacionar próximo a uma parede, conferindo a o reflexo das luzes pelo retrovisor. Também é importante fazer uma manutenção preventiva, para que você não fique no escuro de repente. Dê sempre uma olhada nas lâmpadas do seu veículo, se elas estiverem escurecidas é sinal de que está na hora de trocá-las.

O OBSERVATÓRIO destaca que o uso correto das luzes do veículo amplia a segurança de todos e é um ato de respeito e cidadania.

Sem comentários

Escreva um comentário