OBSERVATÓRIO | Sob chuva, riscos para motos são ainda maiores
5284
post-template-default,single,single-post,postid-5284,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Sob chuva, riscos para motos são ainda maiores

Sob chuva, riscos para motos são ainda maiores

moto chuva 660

O uso de motos nos deslocamentos exige ainda mais dos condutores atenção e responsabilidade, em razão da vulnerabilidade e exposição aos riscos de acidentes e mortes.

Em tempos de crise, a opção por um veículo mais econômico, como as motos, tende a crescer; e os números confirmam isso: a frota de motos no território brasileiro chegou a mais de 23 milhões, numa ampliação de 6,62% de 2013 para 2014, de acordo com Dados do DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito).

E esse aumento não para. Dados de janeiro deste ano já revelam que a frota de motocicletas já está em 24,13 milhões, o que representa 26,53% da frota total do país.

Enquanto a frota cresce, a violência também neste segmento não dá trégua. Dados preliminares do DataSUS apontam que as mortes dos ocupantes de motociclistas cresceram 2,31% no período 2013/2014 – o que significa 12.318 mortes no Brasil. Portanto, todo esse público deve redobrar os cuidados para não se tornar mais uma vítima.

Quem utiliza uma motocicleta precisa ser muito cuidadoso e pilotar sempre de forma defensiva. Diferentemente do carro, condutores e passageiros estão sempre muito mais expostos nas motos.

No período de chuvas, como o que estamos vivenciando agora, a questão da segurança ainda é mais complicada para os motociclistas.

O ideal nesta época do ano é ficar de olho na previsão do tempo, antes de sair de casa. Com os aplicativos e internet, hoje ficou muito mais fácil até verificar horários com mais possibilidade de precipitações. Mas se a chuva surpreender você no trajeto, é importante respeitar algumas recomendações para se proteger:

– Nesta época do ano, não deixe de carregar acessórios que o mantenham aquecido e protegido da água; dessa forma, você terá melhores condições de se focar na via. Use roupas com tecidos impermeáveis, toucas, leve capa de chuva, e use sempre calçados que possam ampliar sua segurança, como, por exemplo, botas.

– Os riscos de queda e derrapagem em pista molhada são sempre maiores; então, a melhor opção é dirigir em velocidade reduzida e manter distância dos demais veículos, pois na necessidade de uma frenagem no asfalto escorregadio, parar é mais difícil. De preferência, dobre a distância de segurança, normalmente adotada.

– Não realize manobras arriscadas; pois nestas condições a sua visibilidade também estará prejudicada.

– Mesmo na chuva, é importante lembrar que o capacete precisa estar fechado e bem fixado.

– Não trafegue nos corredores e tente desviar de poças d´água.

Se a chuva estiver forte, não hesite em parar e esperar o temporal passar.

Também não se arrisque em situações de alagamentos para evitar se arrastado pelas águas.

Seja preventivo! A sua segurança e a sua vida dependem das suas escolhas.

Sem comentários

Escreva um comentário