OBSERVATÓRIO | Sorocaba (SP) abre oficialmente programação do Maio Amarelo com painel vivo
18676
post-template-default,single,single-post,postid-18676,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Sorocaba (SP) abre oficialmente programação do Maio Amarelo com painel vivo

Sorocaba (SP) abre oficialmente programação do Maio Amarelo com painel vivo

Município é o mais novo a integrar o Programa Laço Amarelo

Um painel vivo com a mensagem “Trânsito é feito de gente. E a gente merece respeito” foi apresentado à população nesta quarta-feira (9 de maio) no canteiro central da avenida Itavuvu, em frente à UPH Zona Norte, pela Urbes – Trânsito e Transportes e o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV) para marcar a abertura oficial do Movimento Maio Amarelo no município, que é sede de região metropolita. O painel vivo foi produzido com o apoio da 3M e criação da Agência Atua. A campanha que ilustra o painel é uma realização da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), que doou todo o conteúdo da campanha, composto de vídeo, spot de rádio e materiais para impressão e publicação em redes sociais, para a sociedade, em ações de educação para o trânsito.

Assim como ocorreu no lançamento, em horários e dias específicos deste mês de maio, um ciclista vai pedalar uma bicicleta, ocupando o espaço do pictograma do painel, impactando diariamente milhares de pessoas que passam pelo local. A ideia é motivar a cortesia, a boa educação e a gentileza entre motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.

Este ano, o Maio Amarelo tem o tema “Nós somos o trânsito”, como um estímulo a todos optarem por um trânsito mais seguro no município. Luiz Carlos Franchim, presidente da Urbes, destacou o trabalho que o município vem realizando nos últimos anos para reduzir o número de acidentes de trânsito. “Sorocaba já atingiu a meta da ONU em reduzir, no mínimo, 50% o número de vítimas no trânsito até 2020”, afirmou. Em 2011, o município teve 74 mortes no trânsito. No ano seguinte, em 2012, o número reduziu para 50. Em 2013, foram 61 vítimas fatais. Em 2014, este número passou para 44. Em 2015 e 2016, ocorreram 33 mortes no trânsito e, em 2017, 30. Ou seja, houve uma redução de 60% das vítimas fatais em acidentes”, explicou.

O diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho, parabenizou Sorocaba pela parceria. “Agradeço a Urbes por acreditar neste projeto. Sorocaba é uma cidade que vem realizando um ótimo trabalho e pratica o Maio Amarelo há décadas. Um exemplo é a sinalização que vemos pelas ruas da cidade. O resultado não poderia ser diferente”, ressaltou. Ele também chamou a atenção para a importância da conscientização das pessoas em respeitar as regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). “Está na mão da sociedade esta transformação e a mudança de comportamento no trânsito”, finalizou.

Sorocaba é o mais novo Município Laço Amarelo          

Sorocaba aproveitou o Movimento Maio Amarelo para tornar-se uma cidade participante do Programa Laço Amarelo, firmando dessa forma compromisso com a redução no número de acidentes de trânsito através de ações de educação e prevenção.

Com a adesão, Sorocaba passará a ter acesso a ferramentas de auto avaliação em segurança viária; conteúdos e materiais de comunicação; acesso a todo acervo de pesquisas, estudos e materiais do OBSERVATÓRIO e acesso ao SOMA (Sistema de Observação, Monitoramento e Ação), entre outras. O município também ganha espaço de divulgação no site e nas mídias sociais do Observatório e do Maio Amarelo, além de diversos órgãos de imprensa nacional e internacional.

Como parte da programação de Sorocaba, diversos veículos que fazem parte da frota de Sorocaba ganharam o adesivo do Maio Amarelo, entre veículos da Urbes, Guarda Civil Municipal (GCM), Secretaria da Saúde (SES), Detran, ônibus da Consor e da STU, Van Escolar e Táxi.

Sem comentários

Escreva um comentário