OBSERVATÓRIO | Artigo: Entre visual e segurança, escolha sempre a segurança
22220
post-template-default,single,single-post,postid-22220,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Artigo: Entre visual e segurança, escolha sempre a segurança

Artigo: Entre visual e segurança, escolha sempre a segurança

Nos últimos anos, uma parte do mercado de veículos tem se mantido aquecido, e em até certo ponto, é o que tem permitido a máquina girar em tempos de crise.

Esse mercado é o dos veículos destinados às Pessoas com Deficiência – PcD ou mobilidade reduzida.

O brasileiro descobriu que diante de algumas patologias poderia utilizar o direito de adquirir um veículo com isenção de impostos, algo que reduz o preço de tabela de forma considerável ou leva à criação de algumas categorias específicas para esse público.

Atualmente o limite para aquisição de um veículo dentro do que estabelece o ordenamento é de R$ 70.000,00.

Determinado valor, que tem sido objeto de estudos para ser alterado para cima, pois não mais compreende vários modelos outrora ofertados, leva algumas montadoras a realizar a retirada de itens de conforto e segurança para tentar atender ao público PcD.

A revista 4 Rodas na edição do mês de junho, elencou todos os modelos disponíveis para o público PcD existentes no Brasil, totalizando 32 modelos.

Diante dessa lista, avaliamos os itens de segurança que os modelos PcD oferecem e que vão além dos obrigatórios duplo airbag e freios ABS, em especial, atentamos para o controle de tração e estabilidade e mais airbags.

Nossa observação apontou que dos 32 modelos hoje ofertados para o público PcD, 17 possuem o controle de tração e estabilidade, um número que não salta aos olhos, mas que pelo menos compreende mais da metade.

Poucas pessoas dão atenção para a existência do controle de tração e estabilidade no veículo, mas ele é um importante item de segurança, a medida que sua função é corrigir a trajetória do veículo em situações como um desvio rápido, a perda de aderência, ele, através de diversos sensores, aciona os freios em cada roda, para acertar a direção do carro.

O controle de tração é obrigatório para todos os novos projetos de modelos fabricados a partir de 2020 e para todos os veículos a partir de 2022, conforme calendário previsto na Resolução número 657/2015 do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN.

Quanto a oferta de airbags adicionais, além dos obrigatórios para condutor e passageiro, apenas 6 modelos ofertados possuem 4 ou 6 airbags.

É certo que ninguém adquire um veículo com a intenção de se envolver em um acidente de trânsito, entretanto, dentro das possibilidades de adquirir um veículo zero quilômetro, optar pelo modelo mais seguro possível é uma escolha adequada.

Muitas pessoas quando vão adquirir um veículo, tem como hábito escolher pelo visual mais bonito, pelos itens estéticos que chamam a atenção, mas é importante que esse apelo visual venha acompanhado de um bom conteúdo de segurança.

Nossa avaliação recaiu em relação aos veículos destinados ao público PcD pelo fato de que na maioria dos casos, conforme apurou a revista 4 Rodas, os pacotes ofertados são fechados, mas a sugestão de compra para veículos mais seguros vale para qualquer um que tenha a intenção de comprar ou trocar de veículo.

Entre um design bonito e um veículo seguro, escolha sempre o mais seguro, e se caso conseguir unir ambos, certamente está fazendo uma bela escolha.

Renato Campestrini – gerente técnico

Sem comentários

Escreva um comentário