Blog

As principais causas de sinistros com motociclistas

Dados revelam os principais fatores que causam acidentes com motocicletas.

Escrito por Portal ONSV

28 FEV 2024 - 11H51 (Atualizada em 28 FEV 2024 - 13H47)

As principais vítimas fatais no trânsito brasileiro são os motociclistas. De acordo com o Data SUS, do Governo Federal, 119.735 motociclistas morreram entre os anos de 2012 e 2021 no país. São 33 motociclistas que morrem todos os dias, deixando famílias, amigos e todas as possibilidades e bons momentos que uma vida pode oferecer.

Um levantamento realizado pela Gerência de Estatísticas do Departamento de Trânsito (Detran) do Distrito federal revela os principais fatores associados aos sinistros fatais envolvendo motocicletas.

O uso de álcool ou substâncias psicoativas foi o principal fator de risco nos sinistros envolvendo motocicletas. Dos casos analisados, em cerca de 27,5% algum dos envolvidos havia consumido bebida alcoólica ou utilizado drogas.

Outros fatores que contribuem para sinistros com motocicletas são: a perda de controle do veículo, o excesso de velocidade, utilizar o celular enquanto dirige, desrespeitar as sinalizações, não utilizar setas e não manter uma distância segura do veículo à frente.

Além disso, existe o fator veicular e o fator vias, que também podem contribuir para aumentar o risco de sinistros. Exemplos disso são: não realizar a manutenção periódica nos veículos, vias com mau estado de conservação e/ou sem sinalização, a falta de acostamentos nas vias e até mesmo a falta de passarelas.

Outros dados sobre motociclistas no trânsito:

Do total de óbitos em 2012, 28% eram motociclistas, e em 2021, mais de um terço (35%) das vítimas eram motociclistas.

A vulnerabilidade também é um ponto de atenção e pode ser comprovada pelo perfil de internações. Segundo uma análise de 2023 feita pelo CISA (Centro de Informações sobre Saúde e Álcool), com dados de 2008 a 2018, apenas 10% dos motociclistas internados por conta de sinistros de trânsito recebem alta hospitalar sem prejuízos ou incapacidade. Ou seja, as chances de sair ileso são bem pequenas.

De acordo com dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal), em 2023, 28.245 motociclistas ficaram feridos, sendo que 8.253 em estado grave. É uma média de 77 feridos por dia nas rodovias federais.

É necessário redobrar os cuidados ao utilizar a motocicleta para evitar sinistros. Saiba mais como aumentar a segurança ao andar de moto no post abaixo.




Campinas_registra_maior_numero_de_mortes_no_transito_em_abril
Observadores Certificados

Campinas/SP registrou o maior número de mortes no trânsito no mês de abril

A CBN Campinas (99,1 FM), informou na última sexta-feira (17), que a cidade de Campinas, no interior de São Paulo, registrou aumento de 42% no número de vítimas fatais em sinistros de trânsito nos quatro primeiros meses de 2024, no comparativo com o mesmo período do ano anterior. O instrutor, educador de trânsito e Observador Certificado, Luiz Lima foi consultado pela reportagem para falar sobre esses dados.

Maio_Amarelo_psicologia_do_transito_comportamento_seguro
Observadores Certificados

Maio Amarelo, Psicologia do Trânsito e comportamento seguro

Na última segunda-feira (13), a Psicóloga do Trânsito e Observadora Certificada, Fernanda Prado, participou do programa Auto Papo, apresentado por Ney Rodrigues, na Rádio Bella FM (98,7), localizada no município de Cláudio, em Minas Gerais. O programa teve como tema o Movimento Maio Amarelo, abordando a sua origem, a quem se destina, a sua aplicabilidade e a importância do tema escolhido este ano, “Paz no Trânsito começa por Você”. Na oportunidade, também foi apresentado o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e falou-se sobre a Psicologia do Trânsito.

Live_Maio_Amarelo_programa_educa_pocos_de_caldas_mg
Observadores Certificados

Professores de escolas integrantes do Programa Educa em Poços de Caldas/MG promovem live sobre o Maio Amarelo

Foi realizada no início do mês de maio, a live “Maio Amarelo: paz no trânsito começa por você”, promovida pelo Centro de Referência do Professor – Cerpro, de Poços de Caldas, Minas Gerais, e transmitida pelo YouTube. O evento contou com a participação da Pedagoga, Observadora Certificada e integrante da equipe de coordenação do Programa Educa, Stefania Alvise; da Supervisora Pedagógica da SME (Secretaria Municipal de Educação), Débora Rita da Silva; e da Agente de Trânsito, Rebecca Job.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Blog

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.