Artigos

Desrespeito ao trânsito praticado por veículos oficiais sobem no RJ, segundo Jornal O Globo

Escrito por Portal ONSV

29 NOV 2018 - 16H03

Matéria divulgada pelo Jornal O Globo e assinada pelo jornalista Pedro Zuazo traz informação que, em vez de dar o exemplo, veículos oficiais do Rio de Janeiro andam cada vez mais na contramão das normas de trânsito. Nos últimos quatro anos, enquanto o número geral de multas emitidas no estado reduziu em 7%, o de infrações cometidas por carros a serviço de órgãos públicos avançou em 135%. O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária foi ouvido e comentou as consequências dessa atitude negativa. Os dados, referentes ao período de 2014 a 2017, foram obtidos junto ao Detran-RJ, por meio da Lei de Acesso à Informação. Entre os campeões de multas estão carros da Secretaria estadual de Educação e da Alerj

No momento de crise econômica que o estado passa, o pagamento das multas poderia ser um alívio para os cofres públicos. Mas o impacto mais negativo não é apenas econômico, na opinião de Renato Campestrini, especialista em mobilidade e segurança do Observatório Nacional de Segurança Viária. Para ele, o mau exemplo é o pior legado.

Funcionários públicos a serviço de municípios, estados e União têm que dar exemplo. É preciso cumprir a lei para que ela seja cumprida também por outros — afirma Campestrini, ressaltando ainda que é preciso estar, de fato, numa situação de emergência para justificar uma infração: — Apesar de existirem, dentro do Código de Trânsito, prerrogativas de livre parada e estacionamento, por exemplo, os veículos oficiais têm que estar efetivamente em algum chamado de urgência ou em outra situação que configure uma justificativa. Quando há um chamado urgente, para fugir do trânsito, é razoável que a viatura ligue a sirene por questão de logística. Mas é preciso cumprir as normas sempre que for possível. Será que é realmente necessário e razoável cometer tantas infrações? É bom lembrar que, em caso de acidente, o condutor tem uma responsabilidade, por isso só se deve lançar mão da prerrogativa quando, de fato, for preciso.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Observadores_certificados_tomam_posse_cetran_mg
Observadores Certificados

Observadores Certificados tomam posse junto ao Conselho Estadual de Trânsito de Minas Gerais

No dia 23 de abril, foi realizada a posse dos novos membros do Conselho Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Cetran-MG). Na ocasião foram empossados como conselheiros os Observadores Certificados Alexander Ferreira de Magalhães e Kenedy Santos Pereira. A cerimônia ocorreu no Palácio Tiradentes na Cidade Administrativa em Belo Horizonte, e contou com a presença da Secretária de Estado e Planejamento e Gestão, Luísa Cardoso Barreto, presidente do colegiado, do Chefe da Coordenadoria Estadual de Gestão de Trânsito (CET-MG), antigo Detran-MG, Lucas Vilas Boas Pacheco, conselheiros empossados e integrantes da equipe administrativa do colegiado.

Observatorio_debate_sobre_desafios_perspectivas_seguranca_viaria_encontro_esg
Matérias

OBSERVATÓRIO debate sobre desafios e perspectivas da Segurança Viária em Encontro ESG

Com o objetivo de fomentar práticas mais sustentáveis, responsáveis, éticas e alinhadas aos valores do ESG (Ambiental, Social e Governança) no setor, o Setcesp (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região) realizou nos dias 05 e 06 de junho, o Encontro ESG: Desafios e Oportunidades no Transporte de Cargas, durante a Jornada de Sustentabilidade. O CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, esteve entre os debatedores do Painel Segurança Viária ou do Trabalho desafios e perspectivas.

tv_globo_bahia_relatorio_maio_prudencia_mulheres_no_transito
Observadores Certificados

TV Globo Bahia utiliza relatório do OBSERVATÓRIO em reportagem que destaca maior prudência de mulheres no trânsito

O telejornal Bahia Meio Dia, da TV Bahia – afiliada à TV Glogo na Bahia, comparou questões relacionadas à imprudência no trânsito entre homens e mulheres em reportagem, com base em um relatório produzido pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária que destaca algumas diferenças entre mulheres e homens no trânsito brasileiro. A psicóloga do trânsito e Observadora Certificada, Bianca Cruz, destacou a importância de ações educativas exclusivas, voltadas diretamente para o público masculino.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Saiba mais

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.