Entrevista

CEO DO OBSERVATÓRIO FALA SOBRE DESAFIOS PARA CONSTRUÇÃO DO TRÂNSITO SEGURO À JOVEM PAN

Jornal da Manhã abordou o atual cenário do trânsito brasileiro e principais desafios para promover o trânsito seguro no Brasil

Escrito por Portal ONSV

04 SET 2023 - 11H54

O Jornal da Manhã da Jovem Pan de São José dos Campos recebeu o CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, na última quinta-feira (31), para falar sobre o atual cenário do trânsito brasileiro e os principais desafios enfrentados pela instituição para promover a conscientização e a educação para o trânsito seguro no país.

Durante a conversa no matinal da Jovem Pan, o CEO do OBSERVATÓRIO, falou sobre os desafios enfrentados pela entidade tanto em questões relacionadas ao trânsito nacional, quanto à região do Vale do Paraíba, em que se localiza São José dos Campos, atual sede do OBSERVATÓRIO.

Durante a conversa, Paulo Guimarães destacou o desafio no cenário nacional, quando se trata de mobilidade urbana, exemplificando a questão com a cidade de São José dos Campos.

“A mobilidade das pessoas, esse é um desafio cada vez mais difícil de superar porque uma cidade como São José dos Campos que tem evoluído economicamente, você pega pelo último censo, a cidade cresceu acima da média nacional em número de pessoas, então isso, por si só é um desafio. Tem mais gente aqui com uma melhor condição social, então isso gera mais deslocamentos. E quando eu tenho mais deslocamentos, eu tenho mais exposição, então os riscos no trânsito se ampliam também”, explicou.

O CEO do OBSERVATÓRIO ressaltou que infelizmente, após o período de isolamento social, causado pela pandemia de Covid-19, foi constatado uma tendência de aumento de vítimas de trânsito, que tem os idosos e os jovens os principais vitimados. Com isso, reforçou que as campanhas da Semana Nacional de Trânsito e para o próximo ano terão como foco principal os cuidados com esses públicos.

Em relação aos cuidados no trânsito, Paulo Guimarães destacou que a legislação de trânsito brasileira é uma das melhores do mundo, mas falta às pessoas a cultura de segurança, desenvolver melhor a percepção de risco no dia a dia.

“Uma coisa simples, utilização do cinto de segurança, a gente ainda tem e ontem, eu peguei uma estatística das rodovias federais concedidas, a gente estava olhando para esse tipo de estatística, 60% das vítimas ocupantes de veículos que se envolveram em acidentes nas rodovias concedidas estavam sem o cinto de segurança. Então quando a gente compara com uma situação de saúde, a vacina, por exemplo, que teve muita discussão e polêmica, a gente fica todo preocupado de dar a vacina no nosso filho, mas não liga de transportar ele fora da cadeirinha. Então a nossa percepção de risco com relação a trânsito, ela é diferente da percepção de risco que a gente tem para outras áreas da nossa vida”, explicou.

Assista à entrevista completa (a partir de 15 minutos):


Cerca_de_62_pessoas_envilvidas_em_sinistros_de_transito_no_rio_de_janeiro_em_2023
Observadores Certificados

Cerca de 62 pessoas envolvidas em sinistros de trânsito por dia no Rio de Janeiro em 2023

O telejornal Bom Dia Alerj da TV Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), de hoje (21), apresentou uma reportagem sobre violência no trânsito nos grandes centros urbanos e destacou uma pesquisa que classifica o estado do Rio de Janeiro entre os três com os motoristas mais rudes do Brasil. O especialista em Gestão e Direito de Trânsito e Observador Certificado, Maicon de Paula, foi consultado e defendeu a Educação para o Trânsito como instrumento para diminuir a violência no trânsito.

Regiao_do_grande_abc_registra_mes_de_maio_mais_letal_desde_2015
Observadores Certificados

Região do Grande ABC registra o mês de maio mais letal no trânsito desde 2015

A edição de ontem (20), do Diário do Grande ABC, em São Paulo, destacou que apesar do mês de maio ser marcado como uma época de conscientização para a segurança no trânsito, a Região do Grande ABC registrou o mais letal no trânsito desde 2015. O Observador Certificado Regis Frigeri foi consultado pela reportagem para falar sobre a eficácia das campanhas anuais de conscientização promovidas pelo Maio Amarelo diante do aumento de sinistros de trânsito.

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Entrevista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.