Matérias

3ª Conferência Ministerial Global de Segurança Viária: ONU lança chamado para reduzir mortes no trânsito em pelo menos 50% até 2030

Escrito por Portal ONSV

21 FEV 2020 - 13H00

A 3ª Conferência Ministerial Global sobre Segurança Viária da ONU, lançou o chamado para reduzir as mortes no trânsito em pelo menos 50% até 2030. O Brasil é o quarto país com mais mortes no trânsito, segundo dados da OMS – atrás de China, Rússia, Índia e Estados Unidos. Entrevistado pela RFI, o diretor de relações institucionais do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Francisco Garonce, falou sobre esse desafio.

Como um dos representantes do OBSERVATÓRIO na conferência em Estocolmo, Garonce comentou: “É preciso observar que a frota de veículos dos Estados Unidos é muito maior, com cerca de 120 milhões de carros a mais do que a frota brasileira”, observa.

A média mensal de vítimas em rodovias federais aumentou quando o governo Jair Bolsonaro determinou a suspensão dos radares móveis, em agosto de 2019, a fim de evitar o que classificou como “indústria das multas”. Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), compilados pela organização SOS Estradas, entre agosto e outubro do ano passado o número de mortes aumentou 2%, e o de feridos 9,1%.

“Hoje, a Polícia Rodoviária Federal está utilizando os radares móveis, que foram suspensos temporariamente”, afirma Garonce. “O problema é que muitos radares foram instalados fora das normas previstas pela legislação, por exemplo, atrás de árvores. É papel do Ministério Público determinar a regularização”, enfatiza.

Sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que defendeu a retirada dos radares pelo “prazer de dirigir”, Garonce observa que a sociedade como um todo precisa abraçar a causa por maior segurança no trânsito.

“Pode-se perder o prazer de dirigir livremente, mas ganha-se em vidas. O ideal é alcançar velocidades de 30 km por hora, para que ninguém mais morra no trânsito”, ainda segundo Garonce, um dos maiores desafios do Brasil é com a segurança dos motociclistas.

“Por exemplo, no Norte e no Nordeste do Brasil o número de vítimas causadas por acidentes com motocicletas já ultrapassa a quantidade de pedestres mortos em acidentes de trânsito”, finaliza.

Leia a matéria completa em: http://www.rfi.fr/br/europa/20200219-onu-quer-reduzir-em-50-os-mais-de-1-milh%C3%A3o-de-mortes-por-acidentes-no-tr%C3%A2nsito

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Observador_certificado_nomeado_secretario_municipal_mobilidade_urbana_paco_lumiar_ma
Observadores Certificados

Observador Certificado é nomeado secretário Municipal de Mobilidade Urbana do município de Paço do Lumiar/MA

A edição de 03 de junho, do Diário Oficial de Paço Lumiar, no Maranhão, publicou o decreto a nomeação do Observador Certificado Fábio Fernandes Alves para o cargo de secretário municipal de Mobilidade Urbana do município. Essa nomeação auxiliará na implementação e desenvolvimento de ações de segurança viária e mobilidade em Paço Lumiar, Região Metropolitana de São Luís.

Observador_Certificado_ministra_palestra_em_workshop_do_ministerio_publico_minas_gerais
Observadores Certificados

Observador Certificado ministra palestra em workshop realizado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG), uma Entidade Laço Amarelo, por meio de sua Diretoria de Gestão de Frota (DGET), realizou no final do mês de maio o Seminário “Transportando Vidas no Maio Amarelo”. O evento que ocorreu no Salão Vermelho do MPMG, em Belo Horizonte, contou com a participação do Observador Certificado e representante do Movimento Maio Amarelo em Minas Gerais, Alexander Magalhães.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.