Matérias

Contran seleciona tema para campanhas educativas de trânsito no país

Escrito por Portal ONSV

18 JAN 2017 - 16H57

“Minha Escolha faz a Diferença no Trânsito” foi escolhida

Através da Resolução número 654, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) deu cumprimento àquilo que o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) estabelece no artigo 75 e apresentou um calendário anual, os temas e cronogramas das campanhas educativas. Esse pode ser um feito considerado histórico e inédito, pois também definiu o tema da Semana Nacional de Trânsito de 2017, algo que normalmente era definido no segundo semestre do ano, dando pouco tempo para que os órgãos e entidades que compõem o SNT (Sistema Nacional de Trânsito) estruturassem suas ações.

A frase “Minha Escolha faz a Diferença no Trânsito”, que teve a participação do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, foi a selecionada.

Ela estampará também peças publicitárias destinadas à divulgação ou promoção, nos meios de comunicação social, da publicidade da indústria automobilística e toda cadeia automotiva em 2017, juntamente com as frases: "Escolha viver. Decida pelo trânsito seguro"; "Pela família. Escolha o trânsito seguro"; e "Pela vida. Escolha o trânsito seguro”.

A Resolução lança também, pela primeira vez, um calendário de temas educativos sobre a importância de um comportamento seguro no trânsito que deverão ser desenvolvidos durante todos os meses do ano. No mês de maio, o Contran ressalta o apoio ao Movimento Maio Amarelo, criado pelo OBSERVATÓRIO com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a necessidade de conscientização sobre o assustador número de acidentes com mortes, feridos graves e sequelados nas vias e rodovias brasileiras.

Desta forma, o Maio Amarelo passa a constar no calendário oficial do Contran, conselho que reúne representantes dos ministérios da Justiça e Cidadania; da Defesa, dos Transportes, Portos e Aviação Civil, da Educação, da Saúde, do Meio Ambiente, de Ciência Tecnologia e Inovação, das Cidades e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

No ano passado, o tema do Movimento Maio Amarelo de 2016, “Sou +1 por um trânsito mais humano”, foi adotado também para a Semana Nacional de Trânsito, que se realiza anualmente no mês de setembro (18 a 25). A única alteração foi a substituição da palavra ‘humano’ pela palavra ‘seguro’.

Para Francisco Garonce, coordenador-geral de Qualificação do Fator Humano no Trânsito do Denatran, "quando juntamos todos que trabalham em prol da segurança no trânsito no Brasil em torno de um tema, temos um Norte bem claro. Em especial com o "Minha escolha faz a diferença no trânsito", conseguiremos mostrar a todos os cidadãos que a segurança no trânsito é resultado das nossas decisões diárias, cujas consequências podem ser um chegar seguro ao destino ou nunca chegar. Podem ser o voltar para casa, ou seguir para um hospital. Podem ser o seguir vivendo, em paz, ou carregar o peso de ter tirado a vida de alguém. Faremos cada brasileiro pensar e decidir antes de usar o celular no trânsito, antes de fazer uma ultrapassagem proibida, antes de desrespeitar a velocidade ou um semáforo vermelho. Convidaremos todos a decidirem pela vida."

""

Veja abaixo o cronograma 2017 das Campanhas Educativas de Trânsito de âmbito nacional:

  • Janeiro e fevereiro - Ações de apoio à Campanha RODOVIDA do Governo Federal;
  • Março - Campanha de volta às aulas;
  • Abril - Campanha de conscientização sobre o uso de motocicletas e ciclomotores;
  • Maio - Ações de apoio ao Maio Amarelo, campanha da sociedade por um trânsito seguro;
  • Junho - Campanha de conscientização sobre o respeito ao pedestre e ciclista;
  • Julho - Campanha de orientação para as férias escolares;
  • Agosto - Campanha de conscientização sobre uso do celular ao volante;
  • Setembro - Campanha da Semana Nacional de Trânsito (18 a 25 de setembro de 2017);
  • Outubro - Campanha de conscientização sobre consumo de álcool e direção;
  • Novembro - Campanha do Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito;
  • Dezembro - Ações de apoio à Campanha RODOVIDA do Governo Federal.

Na avaliação do diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho, é extremamente gratificante colaborar com a realização das ações dos órgãos nacionais de trânsito, seja participando das atividades ou sugerindo motes para as campanhas. “Nosso objetivo é atuar fortemente no sentido de tornar o trânsito nas vias e rodovias brasileiras menos violento, com menos acidentes, mortes e feridos. E ter uma sugestão nossa selecionada como tema nos enche de orgulho e nos faz seguir avante com entusiasmo”, observa.

Sistema_anchieta_imigrantes_tem_o_ano_mais_letal_de_toda_a_serie_historica
Observadores Certificados

SISTEMA ANCHIETA-IMIGRANTES/SP TEM O ANO MAIS LETAL DE TODA A SÉRIE HISTÓRICA

A matéria do Diário do Grande ABC da última segunda-feira (27), alertou que, segundo dados do Infosiga, sistema de monitoramento do governo estadual gerenciado pelo Detran-SP (Departamento de Trânsito de São Paulo), o número de mortes no trânsito nas rodovias do SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) de concessão da Ecovias, no Grande ABC - estado de São Paulo -, é o maior da série histórica, divulgada desde 2015. O Observador Certificado Régis Frigeri avaliou boas práticas que promovem a segurança do trânsito nas rodovias a pedido da reportagem.

Observador_Certificado_paestra_santa_summit
Observadores Certificados

OBSERVADOR CERTIFICADO É UM DOS PALESTRANTES DO SANTA SUMMIT

O doutor em Mobilidade Urbana, professor da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) e Observador Certificado, Carlos Félix, foi um dos palestrantes durante o Santa Summit. Realizado entre os dias 24 e 25 de novembro, o evento abordou diversas temáticas com base em cinco pilares: Educação, Inovação, Empreendedorismo, Negócios e Sustentabilidade, em Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Modelos_preditivos_para_sinistros_de_transito
Observadores Certificados

MODELOS PREDITIVOS PARA SINISTROS DE TRÂNSITO

A segurança viária é uma prioridade incontestável em todo o mundo, uma vez que sinistros de trânsito não apenas resultam em perdas significativas de vidas humanas, mas também têm impactos econômicos e sociais substanciais. Em busca de estratégias mais eficazes de prevenção e intervenção, os modelos preditivos de sinistros de trânsito emergem como ferramentas cruciais na compreensão dos fatores subjacentes à ocorrência desses eventos e na antecipação de riscos potenciais. Esses modelos abrangem desde abordagens estatísticas tradicionais, oferecendo insights valiosos para planejadores urbanos, engenheiros de tráfego e autoridades de segurança viária.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto