Matérias

Estudo da DPVAT alerta para a quantidade de acidentes com crianças

Escrito por Portal ONSV

10 OUT 2014 - 16H28

"Estudo

A cada dia, seis crianças morrem e outras 51 sofrem sequelas graves por acidentes de trânsito no país

Com a proximidade do Dia das Crianças, um alerta: a cada dia, seis crianças morrem e outras 51 sofrem sequelas graves por acidentes de trânsito no país. Os dados são do levantamento realizado pela Seguradora Líder-DPVAT e leva em consideração as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em acidentes envolvendo crianças, de 0 a 14 anos, nos seis primeiros meses do ano. Ao todo, neste período, foram 1.088 indenizações de morte e 9.268 coberturas por invalidez permanente.

A notícia boa é a redução do número de mortes. Quando analisado o primeiro semestre de 2014 em relação ao mesmo período de 2013, houve a redução de 27,6% dos acidentes fatais, de 1.502 no ano passado para 1.088 neste ano. Por outro lado, foi observado, no período, o crescimento de indenizações por invalidez permanente, em 24%.

"É sempre um dado lamentável perceber a quantidade de crianças vitimadas pelo trânsito brasileiro. Nós acreditamos que este quadro de redução da letalidade dos acidentes está relacionado ao uso da cadeirinha e da queda da velocidade média nas principais vias urbanas e estradas de todo o país", explica o diretor-presidente da Seguradora Líder-DPVAT, Ricardo Xavier.

A maioria das crianças vítimas de acidentes de trânsito não estava dentro do veículo. Nos seis primeiros meses do ano, 54% das indenizações pagas para a faixa etária de 0 a 14 anos foram para pedestres, totalizando 6.429.

No primeiro semestre de 2013, 51% das indenizações pagas envolvendo crianças, de 0 a 14 anos, foram em decorrência de acidentes com carros e 40%, por motocicletas. Quando é feita a análise dos dados do mesmo período deste ano, nota-se uma inversão: as motocicletas passam a ser maioria dos acidentes (48%) e os carros ficam em seguida (44%).

Um dado que continua chamando a atenção dos estudiosos é a quantidade de acidentes de trânsito com crianças, nas regiões Norte e Nordeste. As duas regiões contabilizam, juntas, 5.814 indenizações, 48,5% do total pago em todo o país, embora a frota destas regiões represente apenas 21% de todos os veículos do Brasil.

Nestas regiões, a quantidade de acidentes envolvendo motocicletas predomina. No Norte, o veículo de duas rodas representa 66,3% dos acidentes da região e, no Nordeste, 65,9%. Quando somados, os acidentes envolvendo motocicletas, nas regiões Norte e Nordeste, representam 66,4% do total do país. O Código de Trânsito Brasileiro proíbe o transporte de crianças de até sete anos em motocicletas.

Transporte seguro de crianças

A Seguradora Líder-DPVAT desenvolveu, em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária (OSNV), um módulo educativo de transporte seguro de crianças. A iniciativa faz parte do programa Observar. Confira algumas dicas:

• O cinto de segurança, para a gestante, deve ficar abaixo e não, acima da barriga. Esta medida protege mãe e filho;

• Bebê conforto deve ser instalado em posição oposta ao fluxo do carro;

• A cadeirinha ou booster devem ser instalados a favor do fluxo do veículo;

• A partir de sete anos ou 1,45m, a criança pode deixar a cadeirinha, mas utilizando sempre o cinto de segurança no banco traseiro;

• Crianças só podem utilizar o banco dianteiro a partir dos 10 anos;

• Não transportar crianças no porta-malas;

• Não transportar crianças em pé ou no colo de adultos;

• Utilizar a trava de segurança das portas traseiras.

O vídeo completo com as informações pode ser visto pelo link: https://www.onsv.org.br/ver/transporte-seguro-de-criancas. O blog Viver Seguro no Trânsito (www.viverseguronotransito.com.br), mantido pela Seguradora Líder-DPVAT, também contém importantes informações referentes ao transporte de crianças.

Serviço:

SAC DPVAT - 0800 022 1204 - DPVAT

Fonte: Tribuna Hoje

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.