Matérias

Fortaleza é a 2ª cidade do Brasil que mais mata no trânsito

Escrito por Portal ONSV

26 JAN 2015 - 16H16

"Fortaleza

Fortaleza é a segunda cidade brasileira em que mais se morre no trânsito. Recife, outra capital nordestina, lidera o ranking do Retrato da Segurança Viária no Brasil 2014, divulgado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), que tem por base dados captados entre os anos de 2001 a 2012.

Entre as dez cidades mais populosas do País, a que possui a maior taxa de mortes por 100 mil habitantes é Recife, com 34,7, seguida de Fortaleza, com 27,1. O mesmo estudo afirma que o Ceará é o terceiro estado em número de mortes no trânsito (11.132).

Já entre as cidades com mais de 20 mil habitantes, outra cearense aparece como uma das mais letais. Barbalha, a 575 quilômetros da Capital, com índice de 194,4 mortes por 100 mil habitantes, é a segunda cidade com o trânsito que mais mata.

Os números são considerados preocupantes para o chefe de Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Ceará, Alexsandro Batista. “As maiores causas de morte que temos verificado estão relacionadas a lesões frontais - em que há geralmente ultrapassagens imprudentes, falta de respeito do condutor à indicação das faixas e atropelamento de pedestres”, aponta Batista. Ele ainda salienta que em 2014 houve um número alto de acidentes no período noturno, entre as 18h e as 21 horas.

Alexsandro destaca que as mortes, principalmente as causadas por colisões frontais, são de jovens de 20 a 35 anos, ou seja, “no ápice da produção para o País”. “Os últimos dados divulgados pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em 2006, mostram que cada morte no trânsito gera para o Estado um custo de R$ 406 mil”, detalha. O relatório do ONSV aponta que, no Ceará, o gasto com óbitos e feridos em 2012 foi de R$ 922.120.366,45.

Motocicletas estão envolvidas em metade das mortes. “Essa é uma realidade gritante no nosso Estado, onde a frota de motocicletas é a terceira do País. Os acidentes são causados por motociclistas, muitos sem habilitação, que realizam travessias perigosas nas rodovias e que não usam capacete”, salienta Alexsandro, indicando que o não uso de capacete pelo condutor aumenta em cinco vezes o risco de morte, em caso de acidente.

Como solução, ele acredita que “antes de fiscalização” é preciso que a “educação no trânsito seja incluída como matéria desde os primeiros anos”.

Fonte: O Povo

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.