Matérias

Infrações de trânsito pela falta de equipamentos de proteção triplicaram nas rodovias federais em 2020

Escrito por Portal ONSV

08 FEV 2021 - 15H05

Multas por falta de capacete tiveram aumento de 60,9% nas rodovias federais no segundo trimestre do ano passado

A matéria do jornal Correio do Povo do último domingo (07), destacou o alto número de infrações de trânsito pela falta de equipamentos de proteção - cinto de segurança e capacete -, nas rodovias federais em 2020. Mesmo durante o período da pandemia, as multas triplicaram, segundo dados da PRF (Policia Rodoviária Federal). O diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, José Aurelio Ramalho, foi consultado para comentar sobre os possíveis motivos para esse aumento de infrações.

Segundo dados da PRF, entre janeiro e novembro de 2020 – último mês de dados consolidados -, as infrações aumentaram em 35,4% (saltaram de 229.819 casos para 311.275 no ano passado). Na comparação entre o primeiro e o segundo trimestre de 2020, período pré-pandemia, houve aumento de 10,3% (as infrações foram de 79.985 para 88.223).

Em relação ao não uso do cinto de segurança, o número de multas se manteve estável (aumento de 0,1%), porém as infrações pela ausência de capacete entre os motociclistas tiveram aumento de 60,9% a partir do segundo trimestre. De janeiro a março foram registradas 13.385 infrações, já de abril a junho, o número foi a 21.547 infrações pela falta do equipamento.

Para José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, muitos dos problemas constatados no trânsito têm origem ainda na autoescola. "Infelizmente, quando os motoristas estão no processo [de formação], eles não são orientados da obrigatoriedade e a responsabilidade dele por todos os ocupantes do veículo", explica Ramalho. "Certamente, se houvesse essa orientação e fosse demonstrado a ele o risco que é andar uma pessoa solta no banco do passageiro, com certeza esse índice seria menor", analisa.

Ainda, segundo Ramalho, o fator pandemia também trouxe um aspecto cultural do brasileiro à tona: a irresponsabilidade. "É um vírus que eu não vejo, então, por que eu tenho que manter distanciamento? Não vai acontecer comigo, eu devo usar máscara, mas por que? Então o cinto de segurança, por exemplo, no banco do passageiro, passa por essa mesma questão de cultura, porque não é uma coisa que eu consigo visualizar o risco, até que aconteça comigo", pontua.

Vale lembrar que não usar cinto de segurança é considerado uma infração grave, com multa de R$ 195,23, e até cinco pontos na CNH (Carteira Nacional Habilitação). Já o motociclista que não estiver usando capacete está cometendo uma infração considerada gravíssima e recebe sete pontos, pode ter a habilitação apreendida e o direito de dirigir suspenso. A multa é de R$ 293,47.

Leia a matéria completa em:

https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/geral/multas-por-falta-de-cinto-e-capacete-disparam-nas-rodovias-federais-em-2020-1.567090

Foto: PRF/Divulgação/CP

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Observador_certificado_nomeado_secretario_municipal_mobilidade_urbana_paco_lumiar_ma
Observadores Certificados

Observador Certificado é nomeado secretário Municipal de Mobilidade Urbana do município de Paço do Lumiar/MA

A edição de 03 de junho, do Diário Oficial de Paço Lumiar, no Maranhão, publicou o decreto a nomeação do Observador Certificado Fábio Fernandes Alves para o cargo de secretário municipal de Mobilidade Urbana do município. Essa nomeação auxiliará na implementação e desenvolvimento de ações de segurança viária e mobilidade em Paço Lumiar, Região Metropolitana de São Luís.

Observador_Certificado_ministra_palestra_em_workshop_do_ministerio_publico_minas_gerais
Observadores Certificados

Observador Certificado ministra palestra em workshop realizado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG), uma Entidade Laço Amarelo, por meio de sua Diretoria de Gestão de Frota (DGET), realizou no final do mês de maio o Seminário “Transportando Vidas no Maio Amarelo”. O evento que ocorreu no Salão Vermelho do MPMG, em Belo Horizonte, contou com a participação do Observador Certificado e representante do Movimento Maio Amarelo em Minas Gerais, Alexander Magalhães.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.