Matérias

Mais pedestres nas ruas, mais atenção de todos

Escrito por Portal ONSV

29 NOV 2016 - 10H01

Segurança depende dos condutores de veículos, mas também dos pedestres, que devem estar sempre atentos

Fim de ano é sempre aquela disputa de espaço nas ruas e nas áreas comerciais como centro de compras, calçadões de comércio e shoppings; ou seja, os pedestres estão mais do que nunca em circulação e os cuidados devem ser redobrados.

Em cinco estados do país, que figuram no ranking do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária como os mais perigosos para esse segmento, o alerta precisa ainda ser maior. Os dados do OBSERVATÓRIO são referentes ao ano de 2014, último com dados consolidados sobre a violência no trânsito, pelo Ministério da Saúde/SUS.

Se você é morador ou circula por Roraima, Distrito Federal e Rio de Janeiro, saiba que os riscos de morte nestes estados são mais alarmantes para os pedestres. O estado de Roraima tem o maior registro de óbitos de pedestres no país, com índice de 6,64 mortes por 100 mil habitantes; seguido pelo Distrito Federal, com 5,92 mortes e pelo Rio de Janeiro, com 5,64 óbitos por 100 mil habitantes.

No total, em 2014, mais de 8 mil pedestres perderam a vida no trânsito. Esse número apesar de ter sofrido uma leve redução em relação a 2013, que computou 8220 óbitos em todo o território nacional, contra os 8082 de 2014, exige atenção não só dos próprios pedestres, mas também de motoristas; pois vale aquela máxima, ninguém quer ver sua festa de final de ano estragada por um acidente.

Por outro lado, os pedestres do Rio Grande do Norte são aqueles que circulam com menos risco de morte. Esse estado tem o melhor índice de óbitos de pedestres no Brasil. Lá morrem 1,61 pedestres por 100 mil habitantes em 2014.

Independente do estado, seguem dicas básicas para garantir a sua segurança e preservar a sua vida. Confira!

- Saiba que o pedestre sempre estará exposto a riscos, então fique alerta em todo seu trajeto.

- Evite travessias em curvas e esquinas, onde você pode não ser visto.

- Use sempre a faixa de pedestre.

- Evite usar fone de ouvido e não se distraia com o celular nos deslocamentos. O risco de atropelamentos é enorme nestas situações.

- Não se arrisque, nunca! Lembre-se que é melhor aguardar para concluir trajetos com segurança do que colocar sua integridade em risco.

- Se você já ouviu aquela frase passa por cima, você deve ser o primeiro a ter cuidado com a sua vida. Muitos pedestres são extremamente distraídos e acreditam que se forem atropelados o problema é do motorista.

Já os motoristas também devem fazer a sua parte para garantir a segurança do pedestre. Com atitudes muito simples, vidas são preservadas. Confira:

- Motorista reduza a velocidade em áreas com grande fluxo de pedestres;

- Nas faixas e travessias, aguarde com paciência que o pedestre conclua o trajeto, mesmo que o semáforo feche para ele;

- Sinalize suas intenções e faça manobras cuidadosas onde há circulação de pessoas. - na relação com idosos, gestantes, obesos e crianças em deslocamentos, a atenção e paciência devem ser redobradas;

- E, lembre-se, o pedestre sempre tem a preferência.

Univasf_recebe_comite_regional_prevencao_acidentes_moto
Observadores Certificados

Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do Francisco/PE recebe Comitê Regional de Prevenção aos Acidentes de Moto

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do Francisco (HU-Univasf), em Pernambuco, recebeu, no final de maio, a visita de um grupo de membros do Comitê Regional de Prevenção aos Acidentes de Moto (CRPAM) e representantes do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e do Observatório de Segurança Pública do Município de Petrolina. O objetivo foi mostrar in loco, a partir dos fluxos de atendimentos e internações no Hospital, as repercussões dos sinistros de transporte terrestre para a saúde pública. O HU-Univasf é um dos 45 hospitais gerenciados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

SP2_330_pessoas_morreram_atropeladas_na_capital_de_sao_paulo_em_2023
Matérias

330 pessoas morreram atropeladas na capital de São Paulo em 2023

O SP2, telejornal da TV Globo, da última quinta-feira (13), alertou sobre o crescente risco no trânsito para os pedestres na capital e Grande São Paulo. Somente em 2023, 330 pessoas morreram atropeladas na capital paulista. O CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, reforçou a necessidade de investimento em campanhas de educação para o trânsito durante a reportagem.

Observador_certificado_ministra_palestra_camara_de_vereadores_de_sao_borja_rs
Observadores Certificados

Observador Certificado ministra palestra sobre segurança viária na Câmara de Vereadores de São Borja/RS

A palestra “Trânsito (in)seguro: Responsabilidades Compartilhadas”, foi ministrada no plenário da Câmara de Vereadores do município de São Borja, no Rio Grande do Sul, pelo Observador Certificado e representante do Maio Amarelo 2024, Eduardo Cadore, no final do mês de maio.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.