Matérias

Sejamos a mudança no trânsito em 2017

Escrito por Portal ONSV

09 JAN 2017 - 10H57

Proposta é do OBSERVATÓRIO, que destaca uma nova realidade a ser construída a partir de atitudes simples dos condutores e dos pedestres

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária retoma as atividades nesta segunda-feira, 9 de janeiro, lembrando que a construção de um trânsito mais humano e seguro, com redução do número assustador de acidentes com mortes e feridos graves nas vias e nas rodovias do país, depende muito de como nos comportamos ao volante.

E propõe que neste 2017, todos passem a adotar medidas capazes de mudar  esse cenário triste que enfrentamos em nosso dia a dia nas ruas e nas estradas brasileiras. A reversão pode ser conquistada a partir de atitudes simples de nossa parte. Afinal, a paciência, a gentileza, a responsabilidade, o respeito às regras, são atributos individuais que, quando praticados, trazem como consequência o bem, não apenas às outras pessoas como a quem os pratica

Sejamos nós a mudança no trânsito. Isso não tem custo elevado e só trará benefícios para que no encerrar do novo ano a frase que embalou nossa ação em celebração ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito, o SOMOS TODOS VÍTIMAS, possa ser substituída por alguma outra que mostre os avanços de toda a sociedade em relação ao trânsito seguro.

E lembre-se; no trânsito existem atitudes que irritam e as que agradam (veja abaixo). Procure praticar apenas as bem-vindas.

Atitudes que agradam:

  • Se desculpar por eventuais falhas ou erros.
  • Dar passagem a outro veículo ou a motocicletas.
  • Motoristas que verificam os retrovisores e sinalizam antes de qualquer manobra.
  • Condutores que sinalizam com o pisca-alerta em casos de paradas abruptas.
  • Uso do farol mesmo durante o dia para se tornar mais visível.
  • Estacionar corretamente, sem invadir o espaço alheio ou prejudicar o trânsito.
  • Saber ser tolerante e ceder passagem a outros motoristas que desejam trocar de faixa ou acessar a via.

Atitudes irritantes:

  • Colar na traseira do veículo que vai à frente, sem respeitar distância de segurança.
  • Mudar de faixa ou executar manobras sem sinalizar com as setas.
  • Dirigir de modo agressivo e provocativo.
  • Buzinar e usar a farol alto a todo instante.
  • Motorista ao celular, falando ou enviando mensagem de texto.
  • Veículos que deixam nuvem de fumaça quando aceleram.
  • Motoristas que não mantêm velocidade constante (aceleram sem necessidade ou freiam repentinamente).
  • Não respeitar garagens.
  • Ultrapassar pela direita e entrar na frente do veículo que guarda distância de segurança.
  • Utilizar lanterna de neblina acesa quando não há neblina ou situação climática que justifique.

Programa_Educa_apresenta_novidades_em_2024_e_acoes_para_Maio_Amarelo_durante_reuniao_nacional
Matérias

Programa Educa apresenta novidades em 2024 e ações para o Maio Amarelo durante reunião nacional

Foi realizada na última quinta-feira (11), a reunião do programa Educa com 18 municípios integrantes do programa de Educação para o Trânsito nas escolas. Durante a abertura, o CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, comentou sobre o encerramento do projeto-piloto Educa e o início de uma nova fase, com a transição digital do programa e a disponibilização dos conteúdos aos municípios.

Atraso_licitacao_transporte_publico_recife_pe
Observadores Certificados

Atraso na licitação do transporte público do Recife/PE gera transtorno aos usuários

A Rádio Jornal Pernambuco informou que os usuários do transporte público da região metropolitana do Recife, em Pernambuco, terão que esperar mais para que a licitação das linhas de ônibus seja concluída. A previsão do governo pernambucano é que esse processo seja finalizado somente em 2026. Na última sexta-feira (12), o mestre em Inovação e Desenvolvimento para o Trânsito e Observador Certificado, Emanoel Silva, falou à Rádio Jornal sobre a importância dessa licitação e o impacto da qualidade do transporte público na vida das pessoas.

Carta_aberta_pela_participacao_democratica_nas_politicas_de_mobilidade_do_distrito_federal
Observadores Certificados

Carta aberta pela participação democrática nas Políticas de Mobilidade no Distrito Federal

Integrantes da Rede Urbanidade participaram, na última terça-feira (09), da cerimônia de lançamento dos trabalhos de revisão do PDTU (Plano Diretor de Transporte Urbano) do Distrito Federal. Durante o evento, distribuíram a carta aberta enviada ao governador Ibaneis Rocha, assinada por dez entidades, com sugestões para a participação democrática nas políticas de mobilidade do DF. A cerimônia foi realizada no Salão Nobre do Palácio do Buriti.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.