Matérias

Sobe para 16% o índice de mortes no trânsito na região do Grande ABC; OBSERVATÓRIO em palestra comenta o tema

Escrito por Portal ONSV

24 SET 2019 - 09H22

O portal “Repórter Diário” revela, segundo dados do Infosiga-SP, pesquisa realizada pelo governo do Estado, alertando para o aumento no número de mortes no trânsito do ABC para 152 pessoas nos primeiros oito meses deste ano. Além da vida que se perde, esse número também afeta diretamente os cofres públicos da região, conforme palestra do OBSERVATÓRIO.

Comparado ao mesmo período de 2018, o aumento foi de 16%. Mauá lidera o aumento entre as cidades com 21 óbitos, sendo que no ano passado foram 11. Santo André vem em seguida com 30 mortes, contra 25 no mesmo período do ano passado. Em Diadema foi de 23 para 26 e, Ribeirão Pires de 12 para 15 acidentes fatais. São Caetano registrou a menor elevação, seis mortes este ano, contra oito no ano passado e, São Bernardo e Rio Grande pontuaram queda de uma ocorrência.

Durante a palestra realizada no auditório do Consórcio Intermunicipal, em decorrência da Semana Nacional do Trânsito, o coordenador de relacionamentos do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Március D’Ávila comentou sobre os altos índices de acidentes na região e os custos aos cofres públicos, que chegam a R$ 540 milhões anuais na região do ABC.

“Só conseguimos modificar esse cenário e diminuir esses números com educação no trânsito para mudar o comportamento humano e reduzir os acidentes”, assegura Március.

Leia a matéria completa em: https://www.reporterdiario.com.br/noticia/2727946/mortes-no-transito-crescem-16-na-regiao/

OC_Mercia_Gomes_Agentes_de_transito_adicional_de_insalubridade
Observadores Certificados

AGENTES DE TRÂNSITO CONTAM COM ADICIONAL DE PERICULOSIDADE COM NOVA LEI

No dia 20 de setembro, entrou em vigor a Lei 14.684, legislação que representa um marco importante na proteção e reconhecimento das atividades desempenhadas pelos Agentes das Autoridades de Trânsito em todo o Brasil. A conselheira do Cetran (Conselho Estadual de Trânsito), consultora em gestão de frotas e projetos de mobilidade urbana e Observadora Certificada, Mércia Gomes, destaca a mudança significativa na lei para esses profissionais.

Uso_celular_ao_volante_Parana
Entrevista

USO DE CELULAR AO VOLANTE É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE INFRAÇÕES NO PARANÁ

O programa Paraná em Pauta, da TV Paraná Turismo, afiliada à TV Brasil, da última segunda-feira (25), destacou em reportagem que o uso do celular ao volante é uma das principais infrações entre os condutores paranaenses. O professor do Departamento de Transportes da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e membro do Conselho Deliberativo do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Jorge Tiago Bastos, reforçou esse comportamento recorrente entre os condutores com base em um estudo realizado entre as entidades.

Senatran_relatorio_inedito_15_anos_lei_seca
Matérias

SENATRAN APRESENTA RELATÓRIO INÉDITO DE 15 ANOS DE APLICAÇÃO DA LEI SECA

Na última segunda-feira (25), durante o encerramento da Semana Nacional de Trânsito, a Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito) do Ministério dos Transportes apresentou, em Brasília/DF, o relatório inédito sobre os 15 anos de aplicação da Lei Seca (Lei 11.705/2008), que destaca entre os dados levantados, uma média de oito infrações por hora no Brasil, registradas no sistema nacional de infrações de trânsito. O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária foi uma das entidades participantes da cerimônia de apresentação do estudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto