Matérias

Violência nas estradas federais é menor no Carnaval-2016, diz PRF

Escrito por Portal ONSV

15 FEV 2016 - 09H20

Mas mesmo com a redução, 106 pessoas morreram e 1,6 mil ficaram feridas nas rodovias federais

Basta o Carnaval passar para que a velha constatação de que muita gente não sabe aproveitar a folia seja confirmada com os dados da violência no trânsito. Ainda que os balanços apresentem redução, os números sempre chocantes revelam que é preciso muita conscientização ainda para que vidas sejam protegidas nas vias e rodovias deste país.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no balanço final da Operação Carnaval 2016, no período de sexta (5) a quarta-feira de cinzas (10), 106 pessoas morreram nas estradas federais e 1643 pessoas ficaram feridas, em 1704 acidentes registrados.

A PRF informou que houve redução em todos os índices em relação a 2015. Houve queda de 58 % na taxa de acidentes graves, registrando-se 1,97 acidente grave por milhão de veículos em circulação, e de 9% no número de mortos, com 1,18 óbitos por milhão de veículos em circulação no país.

Segundo a PRF, foram registrados 185 acidentes graves, aqueles em que ao menos uma vítima ficou gravemente ferida ou faleceu.

Bebida e direção

De acordo com a PRF, 1347 motoristas embriagados foram retirados das rodovias e 162 presos por apresentarem índice de alcoolemia superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar alveolar. A penalidade para quem bebe e se arrisca ao volante é multa de R$1.915,40 e suspensão do direito de dirigir. Já para quem foi preso, a pena é de detenção de seis meses a três anos.

Ultrapassagens e excesso de velocidade

Entre as principais irregularidades neste período, a PRF flagrou 7.582 condutores ultrapassando em locais proibidos – um comportamento arriscado e um dos principais fatores de mortes nas vias.

Além das multas de ultrapassagem, mais de 36 mil multas foram aplicadas e 1.848 veículos recolhidos aos pátios.

A questão do excesso de velocidade também chamou a atenção neste período, nas estradas federais. Somente nos seis dias da Operação Carnaval, 92 mil condutores foram flagrados dirigindo com velocidade superior ao permitido.

“Para combater essa conduta e outras que levam a infrações de trânsito, as ações de educação para o trânsito foram intensificadas no período carnavalesco, e 74 mil pessoas foram abordadas e convidadas a participarem das ações educativas”, informou a PRF.

Cerca_de_62_pessoas_envilvidas_em_sinistros_de_transito_no_rio_de_janeiro_em_2023
Observadores Certificados

Cerca de 62 pessoas envolvidas em sinistros de trânsito por dia no Rio de Janeiro em 2023

O telejornal Bom Dia Alerj da TV Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), de hoje (21), apresentou uma reportagem sobre violência no trânsito nos grandes centros urbanos e destacou uma pesquisa que classifica o estado do Rio de Janeiro entre os três com os motoristas mais rudes do Brasil. O especialista em Gestão e Direito de Trânsito e Observador Certificado, Maicon de Paula, foi consultado e defendeu a Educação para o Trânsito como instrumento para diminuir a violência no trânsito.

Regiao_do_grande_abc_registra_mes_de_maio_mais_letal_desde_2015
Observadores Certificados

Região do Grande ABC registra o mês de maio mais letal no trânsito desde 2015

A edição de ontem (20), do Diário do Grande ABC, em São Paulo, destacou que apesar do mês de maio ser marcado como uma época de conscientização para a segurança no trânsito, a Região do Grande ABC registrou o mais letal no trânsito desde 2015. O Observador Certificado Regis Frigeri foi consultado pela reportagem para falar sobre a eficácia das campanhas anuais de conscientização promovidas pelo Maio Amarelo diante do aumento de sinistros de trânsito.

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.