Matérias

Webinar Guia do Ciclista Seguro

“Como transformar as cidades em cidades mais humanas?”

Escrito por Portal ONSV

22 SET 2023 - 17H44

Foi realizado hoje (22), em celebração ao Dia Mundial sem Carro, o webinar Guia do Ciclista Seguro, na parceria entre o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) para apresentar a 2ª edição do guia que dá nome ao webinar e foi produzido e publicado pela Abraciclo.

A mediação do evento foi feita pelo head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO, Pedro Borges, que destacou no início da sua fala o aumento do uso da bicicleta como meio de transporte nas cidades brasileiras, conforme informações apresentadas pelo guia. O evento contou também com as participações de de Allan Sicsic, supervisor de relações institucionais e governamentais na Abraciclo; Flávio Soares, gerente de projetos na Ciclocidade – Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo; e Ruth Costa, diretora-presidenta da UCB – União de Ciclistas do Brasil

Durante a apresentação do Guia será de Allan Sicsic, supervisor de relações institucionais e governamentais na Abraciclo, explicou que o Guia do Ciclista Seguro foi uma ferramenta criada pela instituição ao perceber que houve um crescimento do uso da bicicleta no Brasil.

“Sabemos que existe culturalmente alguns municípios que já usam a bicicleta historicamente, principalmente em algumas cidades litorâneas e algumas do interior, que já usam a bicicleta como ferramenta de mobilidade urbana há muitos anos, porém, dentro das capitais, e isso foi um dos motivos de termos feito a primeira edição do guia do ciclista seguro, isso é uma tendência que vem crescendo nos últimos anos. Temos alguns eventos que aconteceram durante os últimos anos e que criaram talvez, algum tipo de gatilho na sociedade civil, em usar a bicicleta como ferramenta de mobilidade”, explicou Allan Sicsic.

Ainda durante a live, foi apresentado o conteúdo do Guia do Ciclista Seguro como o surgimento da bicicleta e chegada ao Brasil, dados sobre mortes de ciclistas no país, orientações para a preservação do ciclista em trânsito, benefícios para quem pedala, entre outras informações.

Em sua fala, Ruth Costa, diretora-presidenta da UCB (União de Ciclistas do Brasil) argumentou sobre a necessidade de se repensar a forma como são construídas as cidades e questionou como estamos contribuindo para essa mudança, com o objetivo de tornar as cidades mais democráticas e que todos os modais tenham os mesmos direitos no trânsito.

“Em todo esse tempo vivendo na cidade e vendo obras acontecerem, com a promessa de que é para melhorar o deslocamento das pessoas, que é para melhorar a vivência das pessoas nas cidades, o que eu percebo é que só piora e que o número de pessoas que morrem vai aumentando a cada momento que essas obras vão sendo feitas. Então, a verdade é que essas obras não são feitas para pessoas. Elas são feitas para a máquina carro, e eu acho que é o grande problema. Enquanto isso não mudar, a gente não vai conseguir diminuir o número de pessoas que morrem, por exemplo. Eu tenho acompanhado várias obras que vêm sendo feitas e o que eu percebo é que quanto mais largas as avenidas, mais violentas elas são, mais pessoas morrem e as cidades, elas são priorizadas para carros”, denunciou.

Questionado sobre quais são os principais desafios de se pedalar em um grande centro urbano, como na cidade de São Paulo, e quais dicas de mobilidade segura ele daria considerando esse cenário, Flávio Soares, gerente de projetos na Ciclocidade (Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo) chamou a atenção para o atual cenário que os ciclistas enfrentam ao pedalar nas cidades.

“Sim, existe um cenário muito desfavorável para andar de bicicletas nas cidades, inclusive nas vias rurais também. Mas o fato é que a bicicleta te dá uma visão de cidade, um acesso à cidade, que poucos veículos te dão. Quando você está a pé, você consegue vivenciar a cidade de uma forma e a bicicleta potencializa isso. Você não está numa velocidade tão grande, mas ao mesmo tempo, você consegue passar por muitos percursos de uma forma sem muito esforço [...] Então sim, apesar de todos esses problemas que a gente narrou aqui, de todo esse drama de violência no trânsito e das ciclovias, e da nossa disputa por um espaço viário de qualidade, a gente tem que, às vezes, fazer um esforço para lembrar que na verdade a gente anda de bicicleta por causa disso. Ela tem um papel muito importante nas nossas vidas de acesso às cidades”, reforçou Flávio Soares.

Em sua fala, o gerente de projetos na Ciclocidade falou sobre a importância do Guia do Ciclista Seguro, deu dicas de segurança aos ciclistas durante seus trajetos e ressaltou os cuidados que os ciclistas devem ter ao lidar com situações de cotidiano no dia a dia.

Assista ao webinar completo: 


Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.