Observadores Certificados

Transporte Público Urbano em Juiz de Fora/MG: problemas, desafios e soluções para uma mobilidade eficiente

“Transporte público é coisa séria, 44% das pessoas se deslocam nas cidades usando e transporte público, por isso é fundamental que esse transporte seja de qualidade”

Escrito por Portal ONSV

01 JUL 2024 - 14H33

O portal de notícias Acessa, de Juiz de Fora e região, Minas Gerais, consultou o Observador Certificado José Luiz Britto Bastos para falar sobre a qualidade prestada no transporte público urbano de Juiz de Fora e como o modelo de subsídios atual pode contribuir para a manutenção da mobilidade urbana.

A importância do transporte público de qualidade é fundamental para o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida nas cidades. Atualmente o Transporte Coletivo Urbano de Juiz de Fora é gerido por um único Consórcio, o ViaJF, dividido em duas empresas, Auto Nossa Senhora Aparecida Ltda (Ansal) e São Francisco. No atual modelo, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) paga um subsídio para manter a tarifa no valor de R$3,75.

O subsídio é acionado toda vez que as arrecadações com os valores das tarifas forem insuficientes para manter o equilíbrio econômico do sistema. O sistema de subvenção foi implementado por meio da lei 14.209, de 15 de julho de 2021. Somente neste mês de junho, a PJF repassou R$21.001.912,07 completando um montante de cerca de $57 milhões em 2024.

Apesar dos subsídios repassados, a redação do Acessa recebe diversas reclamações de ônibus em condições ruins e ainda com atrasos nos horários. O Portal questionou o ViaJF sobre a manutenção da frota e fiscalização dos horários, em nota, o Consórcio destacou que entre 2023 e 2024, investiu 200 milhões de reais na aquisição de mais de 350 novos veículos (0km), que já foram incorporados à nova frota do município.

O Portal Acessa conversou com o Observador Certificado José Luiz Britto Bastos, segundo ele, o modelo de subsídios é necessário, porém, tem que haver uma fiscalização da qualidade prestada.

“Transporte público é coisa séria, 44% das pessoas se deslocam nas cidades usando e transporte público, por isso é fundamental que esse transporte seja de qualidade, mantendo regularidade, conforto e preço justo. A Fiscalização da qualidade da prestação do serviço é preciso ser rígida e tem que produzir resultado.

Todo transporte público no mundo inteiro tem que ser subsidiado ou financiado. Sem isso o sistema quebra, ele não consegue se sustenta só com o pagamento de tarifas pagas pelos usuários, da mesma forma que o usuário não pode suportar pagar pelas gratuidades das tarifas que custam cerca de 21,1% do valor das tarifas.

O mais importante mesmo é possibilitar à população transporte público gratuito permanente todos dias. E isso só depende do poder público - subsídio. Basta incluir no orçamento do município o custo do transporte público”, completou o profissional.

Leia a reportagem completa: https://www.acessa.com/eleicoes-2024--juiz-de-fora-em-10-anos/2024/06/218694-transporte-publico-urbano-problemas-desafios-e-solucoes-para-uma-mobilidade-eficiente.html

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Observadores Certificados

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.