fbpx
Loader
NÚMERO DE ATENDIMENTO À VÍTIMAS DE SINISTROS DE TRÂNSITO AUMENTA NO HGE DA BAHIA
28375
post-template-default,single,single-post,postid-28375,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

NÚMERO DE ATENDIMENTO À VÍTIMAS DE SINISTROS DE TRÂNSITO AUMENTA NO HGE DA BAHIA

NÚMERO DE ATENDIMENTO À VÍTIMAS DE SINISTROS DE TRÂNSITO AUMENTA NO HGE DA BAHIA

O HGE (Hospital Geral do Estado) em Salvador, registrou aumento de 11% no número de vítimas atendidas provenientes de sinistros de trânsito, referente ao período de janeiro a setembro deste ano, conforme informou a reportagem do BATV, emissora afiliada da Rede Globo, no estado da Bahia. O Observador Certificado do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Adelmo Amorim, foi consultado pela reportagem e ressaltou os cuidados e a atenção que devem ser tomados no trânsito.

Segundo informou a reportagem, este é o segundo ano com aumento de atendimentos de ocorrências de trânsito pela instituição que é referência para o tratamento de traumas e que recebe pacientes de todo o estado. O perfil dos pacientes também chama a atenção, jovens e economicamente ativos, ou seja, geralmente participam ou são responsáveis pelo sustento da família.

De janeiro a setembro de 2019 e 2020, houve aumento de 16% nos atendimentos relacionados a sinistros de trânsito. No mesmo período, de janeiro a setembro de 2020 e 2021, houve aumento de 11%. Desses, 40% das vítimas, foram pessoas envolvidas em sinistros de trânsito com motocicletas, que não utilizavam equipamentos de proteção individual corretamente. Essas pessoas, quando não vão a óbito, podem ficar com sequelas definitivas e ver a sua vida e dos familiares mudarem para sempre.

Segundo o Observador Certificado, Adelmo Amorim, a atenção faz toda a diferença no trânsito. “Hoje, no Brasil e no mundo, a velocidade, a utilização de bebida na condução de veículos, inclusive a utilização do celular, são as principais causas de mortes e sinistros de trânsito. É isso o que leva aos acidentes, a pessoa, no momento em que decide, porque ninguém força ela, ela decide não obedecer. Ela decide não respeitar as normas e termina acontecendo o sinistro de trânsito”, pontuou.

Assista à matéria completa: https://globoplay.globo.com/v/9924771/

1 Comment
  • Thyrso Guilarducci
    Posted at 10:07h, 19 outubro Responder

    Esperança de que com o PNATRANS efetivamente ocorram substanciais mudanças comportamentais na população e autoridades no sentido da mitigação desses fatos lastimáveis!

Post A Comment